19 de janeiro de 2018

Sem Limites Para o Prazer - JC Ponzi

Livro: Sem Limites Para o Prazer 
Autor (a): JC Ponzi
Número de Páginas: 384
Editora: Pandorga
Compre aqui.

Sinopse: Jessica Becker é o tipo de garota invejada por todos. Linda e nascida em berço de ouro, ela sabe o poder que tem nas mãos e utiliza seus atributos para satisfazer suas vontades. Nem mesmo homens mais velhos, de reputação ilibada, conseguem resistir aos encantos da aluna mais popular da MVA.
Com planos bem traçados e prestes a concluir o último ano de high school, Jessica se vê balançada pelo novato Theodore e começa a questionar os meios que utiliza para alcançar seus objetivos.
Será o ingênuo rapaz capaz de despertar sentimentos verdadeiros na garota mimada e sem escrúpulos?

RESENHA por Katielle Borba.

Oi, pessoal!

A resenha de hoje é do livro Sem Limites Para o Prazer da JC Ponzi e publicação da Editora Pandorga.

Que grande surpresa foi este livro, como alguns já sabem, quase nunca leio sinopse e com este aqui não foi diferente. Gostei da capa, gosto da autora e pensei: quero ler!

Chocada é pouco para descrever a minha cara quando virei à última página. Na minha curta vida de leitora ainda não havia lido nada que se assemelhasse com a história de Sem Limites Para o Prazer. Este é aquele tipo de livro que ou a pessoa ama ou odeia, e como vou contra tudo que é normal, amei. Confesso para vocês que me sinto um tanto culpada por isso, pois os personagens não são pessoas legais, as situações desenvolvidas pela autora me deixaram de boca aberta e mesmo assim eu me vi adorando a trama.

Na história iremos conhecer a Jessica Becker. Jessica é a típica menina malvada; bem nascida, bem vestida e mimada. Ela está no último ano da escola e fará de tudo para ter um ano memorável. Ela é a garota invejada, que todos querem ser amigos e que os caras querem tirar uma casaquinha. A reputação de Jessica é impecável, ou pelo menos é isso que todo mundo acha, mas por trás, nos bastidores, não é assim que as coisas funcionam.

É bastante difícil falar sobre esta história. A sinopse não diz quase nada e qualquer coisa que eu escrever a mais é spoiler. A minha vontade era de abrir a minha boca e contar toda a história para vocês, pois fiz isso com todas as minhas amigas leitoras mais próximas; a minha incredulidade foi tanta que precisei desabafar sobre tudo que li.

Achei muito ousado a autora criar uma trama igual à de Sem Limites Para o Prazer. Durante a leitura não temos nenhum momento de tédio ou marasmo. A cada capítulo era um soco no meu estômago e uma verdade jogada na minha cara. Chegou certo momento que pensei que não poderia acontecer mais nada, mas eu estava enganada, a autora me apresentava um reviravolta/acontecimento de deixar de queixo caído.

Alguns podem achar que estou ficando louca ou falando coisa sem sentido, mas não. Eu não estava preparada para Sem Limites Para o Prazer, não estava preparada para tantos personagens sem escrúpulos, para tantas pessoas querendo se vingar de algo e dando rasteiras nos outros, querendo alcançar lugares mais altos a custa de qualquer coisa. Claro que já li sobre isso em muitos livros, mas neste aqui, todos os personagens são assim: manipuladores, cheio de segredos, que não medem o que fazem e não interessa quem possa sair machucado da situação. Cheguei ao extremo de desejar que acontecesse algo de ruim com todos eles, pois nenhum agiu certo e nenhum mereceu minha consideração.

Não sei se vocês vão gostar da resenha, se vão querer ler o livro. Só digo que se derem uma oportunidade, vão de coração aberto. Não esperem uma história cheia de amor e romantismo, pois isso não tem aqui.

JC Ponzi sou tua fã! Pode escrever mais que eu adoro.

Leitura recomendada.

Outra capa:





Lançamentos - Faro Editorial

Oi, gente!
Confiram os lançamentos de janeiro da Faro Editorial.


Contra Todas as Probabilidades do Amor de Rebekah Crane.

Sejam bem-vindos ao acampamento Pádua. Um retiro de verão para adolescentes problemáticos. Mas não se tratam de problemas comuns, como não querer estudar, mentir ou colar na prova. Não! Estamos falando de problemas reais. Alguns deles tão grandes, tão sérios, que até um adulto desmoronaria sob o peso deles. No acampamento, Zander, uma garota enviada pelos pais contra a sua vontade, encontra uma série de adolescentes na mesma situação, e com três deles ela estabelece uma relação de amizade — Grover, Alex e Cassie. Todos os quatro são tão diferentes quanto as pessoas podem ser, mas têm algo em comum — eles estão quebrados por dentro. Em meio às sessões de grupo e, à medida em que o verão dá as caras, os quatro revelam seus trágicos segredos. Zander encontra-se atraída pelos encantos de Grover, e então começa a se perguntar, depois de muito tempo, se pode apostar em ser feliz novamente.
Mas, antes, ela precisa lidar abertamente com seus problemas, para poder juntar seus pedaços e reconstruir sua vida 
Você pode pensar que se trata de uma história triste. E há partes duras sim, mas, Rebekah Crane consegue mostrar como na dificuldade podemos encontrar uma saída. Isso é uma das coisas que faz o livro completamente encantador, divertido e doce, capaz de deixar em você um grande sorriso no rosto.

Sobre a autora: 
REBEKAH CRANE é autora de três romances. Ela descobriu sua paixão pela literatura enquanto estudava educação secundária na Universidade de Ohio. 
Depois de ter dois filhos e ensinar em seis cidades diferentes, ela finalmente se instalou no sopé das Montanhas Rochosas para se dedicar a escrever romances e roteiros


O Homem de Lata de Sarah Winman.

Em 1963, Ellis e Michael eram dois garotos de doze anos que se tornaram grandes amigos. Durante muito tempo, sempre foram apenas os dois, andando pelas ruas de Oxford, um ensinando ao outro coisas como nadar, descobrir autores e livros e a esquivar-se dos punhos de seus pais dominadores. Até que um dia algo muito maior que uma grande amizade cresce entre eles. Mas então, avançamos cerca de uma década nesta história e encontramos Ellis, agora casado com Annie, e Michael não está mais por perto. O que leva à pergunta: o que aconteceu nos anos que se seguiram? Esta é quase uma história de amor. Mas seria muito simples defini-la assim.


Sobre a autora: 
SARAH WINMAN nasceu em 1964 na Inglaterra e é uma atriz e escritora. Em 2011, seu romance de estreia tornou-se um bestseller internacional e ganhou vários prêmios, incluindo New Writer of the Year no Galaxy National Book Awards. O Homem de Lata também está concorrendo a diversos prêmios, e segue como finalista do Costa Novel of the Year do ano de 2017.


17 de janeiro de 2018

Enquanto Houver Tempo - Paola Scott

Livro: Enquanto Houver Tempo 
Autor (a): Paola Scott
Número de Páginas: 296
Editora: The Gift Box 
Compre aqui.

Sinopse: Dizem que a vida inteira passa diante dos seus olhos quando você está morrendo. Porém, o que não dizem, é que a vida que não viveu também te atinge em cheio nesse momento.
Dor...
Medo...
Arrependimento...
Dante, um respeitável homem de negócios, é obrigado a dar uma pausa no ritmo frenético no qual vive. Por sugestão da irmã, viaja para um lugar com hábitos totalmente diferentes aos quais está acostumado. E quando o tédio e desânimo parecem abater esse workaholic, uma pessoa o fará repensar o modo de enxergar a vida. 
Gaia vive para a terra, para o cultivo das maçãs e para os seus animais de estimação. Com a filosofia de viver cada dia como se fosse um novo presente da vida, essa mulher de expressão serena desperta o interesse no homem refinado, porém deslocado, que chega à região.
De repente, ambos parecem se completar. 
Enquanto houver tempo, é possível mudar o rumo de duas vidas?

RESENHA por Katielle Borba.

Oi, gente!

A resenha de hoje é do livro Enquanto Houver Tempo da Paola Scott e publicação da The Gift Box.

A The Gift Box está com um projeto muito legal para 2018. Além do The Gift Day, que acontecerá em junho, eles irão publicar um livro por mês até o final do ano. O primeiro eleito foi Enquanto Houver Tempo e não poderia ter começado de melhor jeito. A história é linda e o Franggy Yanez enfeitando a capa e em cada início de capítulo só me deixou mais encantada pelo livro.

No livro teremos a linda história de amor de Dante e Gaia. Ele é um renomado executivo de finanças, sua vida é somente voltada para o trabalho. Dante não tem amigos, não tem lazer e deixou sua família de lado. Mas o destino quis que ele desacelerasse e assim, de uma hora para outra, o nosso mocinho se vê em uma cidade do interior do sul do Brasil, passando alguns dias de férias, que para ele são forçadas. Os dias passam e ele começa a ficar entediado, mas isso até ele conhecer a bela Gaia.

Gaia é uma mulher que gosta do interior. Sua vida é cuidar da terra, dos animais e plantar. Ela vive um dia de cada vez e nenhuma de suas ações é apressada. Quando conhece Dante, sente algo diferente, mas sabe que não poderia dar certo, pois ele é um homem de cidade grande e ela sabe que ele jamais deixaria sua vida para viver no interior.

Enquanto Houver Tempo é narrado em primeira pessoa e os capítulos são alternados entre os dois protagonistas. Este não é o meu primeiro contato com a Paola e sei que dela sempre posso esperar coisas boas. A história é envolvente e fluída, desde o primeiro capítulo fiquei apaixonada pelo Dante, e constatar que eu podia imaginá-lo igualzinho ao modelo da capa, foi melhor ainda.

O Dante é um homem que vive para os negócios. Ele está sempre com pressa e ansioso. Sua vida é desregrada e por mais que ele seja um cara novo, a rotina agitada cobrou seu preço. A trama fala muito do tempo como o próprio título diz. A autora nos mostra como o tempo pode ser interpretativo; o que era uma coisa para Dante, já era completamente diferente para Gaia. Durante a história acompanhamos o nosso personagem em busca de paz e sossego, reaprendendo a viver e a Gaia será muito importante para essa transformação.

No final da história temos um Dante completamente diferente do início e foi bonito acompanhar as mudanças que ocorreram na vida dele; nada foi apressado, tudo ocorreu no seu devido tempo e Dante passou a valorizar coisas que jamais ele daria atenção.

A história de amor dois protagonistas é linda. Acompanhar cada passo deles e os percalços que encontram no caminho foi um aprendizado. No livro não existe um vilão, alguém que queira atrapalhar o amor dos dois. Os grandes vilões são o tempo e o sentimento que cresce no coração deles.

O livro é lindo do início ao fim. Achei a escrita da autora um tanto poética, com várias passagens e reflexões bonitas sobre o tempo. Os diálogos entre os personagens são inspiradores e eu terminei a história com uma sensação boa.

Enfim, recomendo a leitura. Se você gosta de romance apaixonante e de fazer suspirar pode começar logo a leitura. O livro está lindo e torço para que saia a edição física, afinal, seria um desperdício não ter uma capa dessas na estante.

Dizem que a felicidade é feita de momentos. E concordo plenamente. Eu tinha vários deles guardados na memória, cada qual com sua escala de intensidade. Todos tinham seu grau de importância e eu sabia que jamais haveria outro igual a um já vivido. Por isso, eu valorizava cada novo instante. Deixava que a sensação de euforia, vigor e alegria me invadissem, criando novas lembranças e emoções.
Leitura recomendada.


16 de janeiro de 2018

[NOVIDADE] Divulgada a capa do novo livro da Colleen Houck

Saiu a capa no novo livro da autora Colleen Houck.
THE LANTERN'S EMBER deve sair em 2018.
No Brasil a Editora Arqueiro publica os livros da autora.



Bem-vindo a um mundo onde as criaturas dos pesadelos reinam acima de todos.
Quinze anos atrás, Jack fez um acordo com o diabo. É difícil para ele lembrar muito sobre seus dias mortais. Então, ele se concentra em cumprir sua sentença como Lanterna – um dos vigias que guardam os portais para o Outro Mundo, um reino com todas as criaturas imagináveis. Jack passou séculos saltando de cidade para cidade, assegurando que nenhuma uma alma mortal ou não tão mortal deslize sobre ele. Isso é até que ele conheça a bela Ember O’Dare.
Dezessete anos, teimosa e uma bruxa natural, Ember sente uma forte atração pelo Outro Mundo. Ignorando as advertências de Jack, ela atravessa o caminho proibido com a ajuda de um vampiro misterioso e desonroso – e a perseguição através de um mundo deslumbrante e perigoso começa. Jack deve fazer tudo o que estiver ao seu alcance para levar Ember de volta para onde ela pertence antes que os mundos terrestre e sobrenatural entrem no caos.

Via Livros & Citações.


Além da Magia - Tahereh Mafi

Livro: Além da Magia 
(Furthermore)
Autor (a): Tahereh Mafi
Número de Páginas: 368
Editora: Universo dos Livros
Compre aqui.

Sinopse: Há apenas três coisas importantes para Alice Alexis Queensmeadow, de 12 anos: sua mãe, que não sentiria sua falta; magia e cor, os quais parem escapar dela; e seu pai, que sempre a amou. No dia em que seu pai desapareceu de Ferenwood, ele levava consigo apenas uma régua. Já se passaram quase três anos e Alice está determinada a encontrá-lo. Ela o ama tanto quanto ama aventura, e está prestes a embarcar em um para encontrar o outro.
No entanto, trazer seu pai para casa não será tão fácil. Alice precisa viajar através da mística e perigosa Terra de Furthermore; onde para baixo pode ser para cima, papel está vivo e esquerda pode ser direita. Sua única companhia é um garoto chamado Oliver, cuja habilidade mágica é mentir e enganar – e com um mentiroso em uma terra onde nada é o que parece ser, requisitará de Alice toda sua concentração para encontrar seu pai e conseguir voltar para casa sã e salva. Em sua jornada, Alice precisa se encontrar- e se agarrar à magia do amor diante da perda.

RESENHA por Luciana Corrêa da Silva.

Oi oi oi

Hoje estou mega animada com minha leitura, estou apaixonada por este livro e por ele ter me trazido muito mais do que eu esperava. Além da Magia, escrito por Tahereh Mafi, escritora famosa pela série Estilhaça-me, vendeu mais de 150 mil livros, publicados em mais de 22 países. Para quem não sabe, ela é casada com Ransom Riggs, autor da trilogia O Orfanato da Senhorita Peregrine para Crianças Peculiares.

Pense naquela imagem em que um leitor está diante de um livro aberto e dele saem muitas luzes e uma série de imagens malucas que não fazem o menor sentido mas que são lindas e interessantes… Pense que tudo pode sair de dentro daquelas páginas e te deixar completamente extasiado… assim é Além da Magia. Um verdadeiro show de imagem e cor em brancas páginas decoradas.

Alice Alexis Queensmeadow tem uma vida um tanto diferente, o mundo em que ela vive é todo demasiado cheio de cor, mas ela é toda em branco. Ela vive com Mãe e mais seus irmãos trigêmeos, pois Pai desapareceu de Ferenwood levando somente uma régua. O tempo passa e leva a esperança da menina de reencontrar Pai, sua dor é muito grande, pois ele levou consigo a alegria das coisas e o carinho de Mãe, que nunca mais foi a mesma com a menina.

Passam-se três anos sem nenhuma notícia, mas a chegada de seus doze anos traz também uma grande mudança em sua vida. Ela poderá apresentar-se na cerimônia de Entrega e assim ganhar uma missão que terá de cumprir. Uma novidade cai em seu colo e ela está disposta a deixar de lado suas aventuras para ir em busca de Pai, ela está disposta a enfrentar o desconhecido, a desbravar um novo mundo cheio de magia e perigos em busca de seu amor maior, seu pai.

Para Alice Alexis Queensmeadow, algumas coisas eram muito simples: seu pai tinha ido embora, então ela também iria embora, porque o que Alice sempre quis, mais do que qualquer outra coisa, era seguir o exemplo dele.

Assim, Alice e Oliver, seu odiado amigo, partem em viagem pelo mítico território de Futhermore, onde os perigos são inimagináveis e tudo é muito mais estranho. O que está para baixo pode ser em cima, animais são feitos de origami, o esquerdo pode ser direito... Mas agora que Alice está num caminho sem volta, ela terá que reunir toda a sua inteligência, sua perspicácia para achar Pai e voltar inteira para casa.

Não será uma jornada fácil, pois primeiro ela terá de se aceitar, de encontrar-se em meio à sua própria magia. Ainda bem que ela pode contar com Oliver, que já possui alguma experiência e isso nos proporciona momentos muito engraçados e cheios de aventura.

A narrativa é em terceira pessoa, mas de uma forma diferente, única e inesperada. Eu nunca havia lido algo em que o narrador pausa a história para conversar diretamente com o leitor e confidencia coisas que os personagens não sabem. É incrivelmente divertido e dinâmico, deixando a leitura muito rápida e interessante. Quando pisquei já estava na metade do livro!

O capítulos não são numerados e nem nomeados. De tanto em tanto a autora conversa conosco através do começo de uma nova fase e diz coisas como: “vire a página para mais capítulos”, “eu não tenho a menor ideia de quantos capítulos mais este livro tem”, “continue firme! Não há tempo a perder!” dentre outras tiradas maravilhosas…

O livro não traz amor entre casais, afinal nossos intrépidos personagens são jovenzinhos com uma vida incrível e inocente pela frente, mas se tudo o que eu relatei ainda não foi suficiente para te convencer a ler este livro, leia o meu conselho: tenha esse livro aí na prateleira para aqueles momentos em que nada tem graça, onde todo livro parece igual e mergulhe de cabeça em um mundo muito além da magia.

Já era ruim o suficiente ter nascido quase sem cor nenhuma, ter uma pele cor de neve e cabelos cor de açúcar e cílios cor de leite. Alice nunca gostou de admitir, mas a verdade era suficientemente verdadeira: segundo os padrões de Ferenwood, ela era mesmo a mais feiosa. Aquele mundo onde ela vivia prosperava com as cores, e ela não tinha nenhuma.

Desfrute de uma leitura divertida, emocionante e cheia de fantasia. A editora Universo dos Livros acertou em cheio na diagramação, tradução e também na revisão, tudo perfeito!

Beijinho e até a próxima ;)

Livros:
01. Além da Magia;
02. A Magia do Inverno.

Outras capas: 

   

 


14 de janeiro de 2018

[LANÇAMENTO] Um Sedutor Sem Coração de Lisa Kleypas


SKOOB | AMAZON | ARQUEIRO
Um Sedutor Sem Coração - Lisa Kleypas.

Devon Ravenel, o libertino mais maliciosamente charmoso de Londres, acabou de herdar um condado. Só que a nova posição de poder traz muitas responsabilidades indesejadas – e algumas surpresas.
A propriedade está afundada em dívidas e as três inocentes irmãs mais novas do antigo conde ainda estão ocupando a casa. Junto com elas vive Kathleen, a bela e jovem viúva, dona de uma inteligência e uma determinação que só se comparam às do próprio Devon.
Assim que o conhece, Kathleen percebe que não deve confiar em um cafajeste como ele. Mas a ardente atração que logo nasce entre os dois é impossível de negar.
Ao perceber que está sucumbindo à sedução habilmente orquestrada por Devon, ela se vê diante de um dilema: será que deve entregar o coração ao homem mais perigoso que já conheceu?
Um sedutor sem coração inaugura a coleção Os Ravenels com uma narrativa elegante, romântica e voluptuosa que fará você prender o fôlego até o final.

[LANÇAMENTO] Enquanto Houver Tempo de Paola Scott


SKOOB | AMAZON | THE GIFT BOX 
Enquanto Houver Tempo - Paola Scott.

“Dizem que a vida inteira passa diante dos seus olhos quando você está morrendo. Porém, o que não dizem, é que a vida que não viveu também te atinge em cheio nesse momento.Dor...
Medo...
Arrependimento...”

Dante, um respeitável homem de negócios, é obrigado a dar uma pausa no ritmo frenético no qual vive. Por sugestão da irmã, viaja para um lugar com hábitos totalmente diferentes aos quais está acostumado. E quando o tédio e desânimo parecem abater esse workaholic, uma pessoa o fará repensar o modo de enxergar a vida. 
Gaia vive para a terra, para o cultivo das maçãs e para os seus animais de estimação. Com a filosofia de viver cada dia como se fosse um novo presente da vida, essa mulher de expressão serena desperta o interesse no homem refinado, porém deslocado, que chega à região.
De repente, ambos parecem se completar. 
Enquanto houver tempo, é possível mudar o rumo de duas vidas?

[LANÇAMENTO] Um Reino de Sonhos de Judith McNaught


SKOOB | AMAZON | BERTRAND
Um Reino de Sonhos - Judith McNaught.

Um romance da Dinastia Westmoreland
Royce Westmoreland, o “Lobo Negro”, é enviado pelo rei da Inglaterra para invadir a Escócia. Quando seu irmão, Stefan, sequestra Jennifer e Brenna Merrick, filhas de um lorde escocês, do convento onde vivem, as vidas de Royce e Jennifer se entrelaçam. Ele, um poderoso guerreiro que já ganhou muitas batalhas, não vê a hora de encontrar uma mulher que o amará pelo homem que é, não pelo medo inspirado por sua lenda. Ela, uma jovem rebelde em busca do amor e da aceitação de seu clã, mesmo na condição de prisioneira, não se deixa abalar pela fama de seu arrogante captor.
Conforme os conflitos entre os dois se tornam mais frequentes, a urgência de se entregarem um ao outro só aumenta. Certa noite, quando ele a toma apaixonadamente nos braços, desperta nela um desejo irresistível. Mas, se Jennifer seguir seu coração, perderá tudo aquilo pelo que vem lutando e jurou honrar.

12 de janeiro de 2018

O Duque Mais Perigoso de Londres - Madeline Hunter

Livro: O Duque Mais Perigoso de Londres 
(The Most Dangerous Duke in London)
Trilogia A Sociedade dos Duques Decadentes #1
Autor (a): Madeline Hunter
Número de Páginas: 288
Editora: Edições Chá das Cinco 

Sinopse: Três duques pecadoramente atraentes, três corações prestes a encontrar os seus parceiros. Toda a sociedade londrina está em suspenso com o regresso de França do escandaloso duque de Stratton. A sua reputação precede-o e sussurra-se que procura vingança pela morte do seu pai. Quando conhece Clara Cheswick, a bela e rebelde filha do homem que suspeita ser seu inimigo, o desejo complica o objetivo do duque. Clara pode ser a mulher que deslumbra Stratton, mas ela está mais interessada em publicar o seu jornal feminino do que em ser seduzida — especialmente por um homem que dizem estar sedento de vingança. No entanto, com o seu faro para uma boa história, Clara questiona-se se ele será sincero no seu desejo de justiça. 
Deixar-se arrebatar pelo duque tem provavelmente perigos que não antecipa, mas quem diria que seria tão divertido ser cortejada pelo perigo?

RESENHA por Luciana Corrêa da Silva.

Olá, como estão?

Hoje a resenha é de um laçamento cá em Portugal. O Duque Mais Perigoso de Londres, publicação da editora Saída de Emergência e escrito por Madeleine Hunter – já tem previsão aí no Brasil (viva!). Madeleine, americana, bestseller de romances históricos, já é nossa companheira de outras séries que amamos. Este é o primeiro da trilogia A Sociedade dos Duques Decadentes, que conta a história de Clara e Adam, Duque de Stratton.

O Duque de Stratton regressou à Inglaterra e a sociedade está em polvorosa. São muitas as especulações sobre o duque escandaloso e os homens fingem alegria quando o veem, mas isso é só para disfarçar o medo de que eles sejam chamados para um duelo. Os únicos a conversar com ele são seus amigos Gabriel St. James (Duque de Langford) e Eric Marshall (Duque de Brentworth); são os três que formam a Sociedade dos Duques Decadentes.

Stratton recebe um convite muito estranho, pois ele vem de seus vizinhos, inimigos há muito tempo, desde os tempos de seu pai. Ele vai ao encontro da velha viúva, que agora precisa ajudar o neto a ser o novo duque de Marwood. A velha é uma cobra, interfere não só na vida dos netos, como de toda a sociedade, pois ela é daquelas que ditam os moldes da sociedade.

Assim que chega, Stratton recebe a oferta de casar-se com Lady Emilia, a beldade irmã de Marwood, seu (novo) vizinho odiado. Este casamento deverá selar o fim da inimizade de tantos anos entre as famílias. Embora Emilia seja mesmo uma moça muito linda e impressionante, é a moça vestida toda de preto, montada em seu cavalo (ao longe) que chama sua atenção. Ele vai atrás dela, cavalgando pelas terras que disputam e quanto mais ele se aproxima, mais se encanta.

Ele parou o cavalo a três metros de distância. Não desmontou, antes se ergueu sobre ela. Clara pensou levantar-se, para encurtar a distância, mas não o fez. Se a sua intenção era assustá-la, teria de fazer melhor do que aquilo.

O problema é que Lady Clara não é uma mocinha frágil e medrosa, ela é uma mulher forte e determinada, que foi criada para ser autossuficiente (mesmo naquela época) e o casamento não faz parte de seus planos há anos.

Adam voltou porque tem o propósito de saber o que aconteceu para que seu pai tivesse um destino tão triste e inesperado. Ele busca vingança, mas quando conhece a filha rebelde de seu maior inimigo, e talvez o culpado por toda a sua dor, o desejo de tê-la complica seu objetivo.

Clara pode ser a mulher que deslumbra o duque mais perigoso de Londres, mas o que ela mais quer é publicar o seu jornal feminino e ser seduzida não faz parte de seus planos. A sombra que acompanha Stratton perturba Clara, ela sabe que sua sede por vingança é forte e pode ser maior que tudo o resto em sua vida. No entanto, Clara é esperta demais e possui um faro para uma boa história, mas será ela capaz de separar as coisas?

O Duque é um homem insistente e obstinado e provavelmente trará perigo para os planos tão bem delineados por Clara. Mas quem diria que seria tão divertido ser cortejada pelo perigo? Quem diria que o mais sombrio dos homens seria aquele que estaria disposto a tudo para tê-la?

– Infelizmente, ele não é como o pai. Ou como qualquer um dos outros. Ele é… perigoso.Ela riu.

Como eu estava saudosa do tom de mistério e enredo desafiante que só essa autora sabe dar… Ninguém mais que Madeleine Hunter sabe criar um mocinho endiabrado e sombrio… Ela nos deslumbra com um homem misterioso, inserido em uma dor tamanha que esconde o mistério que envolve todos os personagens do livro.

Esse livro, além de ideal para quem ama romance de época, é também o melhor para quem ama histórias que envolvam mocinhas independentes, intrigas familiares, mistérios e duques endiabrados. Eu amei a leitura, amei os personagens seguros de si e que deram à trama a medida certa de paixão e desejo. Não vejo a hora de ler o próximo, pois já estou apaixonada pelos demais duques amigos de Adam.

Beijinho e até a próxima ;)

A Sociedade dos Duques Decadentes:
01. O Duque Mais Perigoso de Londres;
02. A Devil of a Duke;
03. Não lançado.

Outras capas: