14 de agosto de 2013

Fronteira do Desejo - Blythe Gifford

Livro: Fronteira do Desejo (Return Of The Border Warrior)
Série: O Clã Brunson #1
Autor (a): Blythe Gifford
Número de Páginas: 288
Editora: Harlequin (parceria)
Compre aqui e aqui.

Sinopse: Rumores da corte dão conta de que a rebeldia dos selvagens escoceses da fronteira tornou-se intolerável. Sua majestade, o rei, ordena então que John Brunson retorne para seu clã… Membro de um poderoso clã da fronteira, John não frequenta a torre de pedra dos Brunson há anos. Agora, ele não pode admitir a mera hipótese de um fracasso ao convencer seus parentes a honrar o apelo do rei. John sabe que conquistar Cate Gilnock, a órfã de uma família aliada, é fundamental para o sucesso de sua missão. Apesar de sua beleza misteriosa, Cate é imune a galanteios. Ela esconde sua dor e seu sofrimento atrás de uma fachada fria e intrigante, que hipnotiza John em seu retorno para o clã guerreiro dos Brunson...
Fronteira do Desejo é o primeiro livro de uma trilogia que narra a história dos Irmãos Brunson. Neste primeiro livro temos a história de John Brunson.

John ainda criança, foi enviado pelos seus pais à corte, para fazer companhia ao então rei James (o rei menino, como é chamado no livro). Depois de muitos anos servindo ao Rei e já adulto ele é mandado de volta a seu Clã para cumprir um pedido pessoal do Rei. Quando chega a seu destino John descobre que não é bem-vindo ao lar e que seu pai está morto. Quem assumiu seu lugar foi Rob, o irmão mais velho. A relação dos dois não é muito boa e John não vê a hora de partir dali, mas tudo muda quando ele põe os olhos em Cate Gilnock.

Persongens:
Cate é um enigma. Uma mulher que se veste com roupas de homem e isso deixa John intrigado, ainda mais quando descobre que nenhum homem toca nela, nem mesmo para um cumprimento. Quando iniciei a leitura gostei de Cate, uma mulher guerreira, que não abaixa a cabeça para ninguém. A achei interessante e logo descubro que tem um segredo guardado, algo que mudou sua vida e a fez se tornar uma mulher dura, que por fora parece não ter medo de nada, mas por dentro tem muitas emoções conflitantes. No decorrer do livro, Catie foi ficando chata, tudo em relação a seu segredo foi ficando repetitivo e ela fica sempre se lamentando e querendo vingança do homem que arruinou sua vida.
Gostei de John, mas quase perdi a paciência com ele algumas vezes. Ele é leal a seu Rei e muito corajoso, mas ali no Clã Brunson perceberá que não existem estás leis e sim as próprias do Clã. Ele gosta de Cate logo de cara, mas ele terá que ter muito jogo de cintura e fazer muitas promessas para conseguir algo mais que alguns beijos.

A premissa do livro é bem interessante, mas minha leitura não fluiu muito bem. Achei a narrativa da escritora bem parada, faltou ação principalmente dos personagens principais. Faltou aquela explosão de machismo dos homens escoceses que normalmente tem nos livros e Cate apesar de se mostrar corajosa, morre de medo de muitas coisas. Até o lado romântico e picante do livro deixou bem a desejar. Não teve descrição dos costumes e comidas da época. O que tem muito no livro são intrigas e traições e isso é muito bom.

Enfim, foi uma leitura mediana. Um ponto que adorei no livro foi capa, achei lindíssima. O próximo livro da série será de Bessie, irmã de John. Acredito que dará continuidade a história de Fronteira do Desejo já que ficaram pontas soltas e John e Cate têm muitas questões para resolver. Vou continuar lendo a série e espero que a Harlequin não demore muito tempo para publicar o próximo.

Seu clã podia deixá-lo confuso, mas as mulheres não. John sabia como lisonjeá-las e persuadi-las. Como lhes vencer a resistência dissimulada, como induzir um sorriso e um beijo. Ele e o rei  haviam compartilhado seu quinhão de mulheres, e John até mesmo ensinara ao soberano um ou dois truques, embora o rei não precisasse de muito ensinamento naquela seara. 

Série O Clã Brunson:
01. Fronteira do Desejo;
02. Captive of the Border Lord;
03. Taken by the Border Rebel. 

Leitura recomendada.

7 comentários

  1. Oi!!

    Gosto dos livros do gênero, mas se a leitura é meio trancada eu não consigo ir adiante, tenho que lutar muito para chegar ao fim.
    Algo que admiro muito nestes livros são as capas, e esta é linda, gostei.

    Beijinhos*

    ResponderExcluir
  2. Até me sinto chata sempre que digo isto, mas realmente romances deste tipo pouco me agradam (claro que tem suas exceções), mas confesso que pela leitura truncada e sem ação, perdi a pouca vontade que tinha de ler o livro. A premissa é até interessante, mas não foi o suficiente para me "encantar".
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana,
      Por mais que a leitura tenha sido lenta o livo é bom de ler. É para passar o tempo, uma história de época diferente.
      Beijos.

      Excluir
  3. Oi Katielle,

    Me interessei muito pelo livro, mas quando li que a leitura é lenta, me desanimou um pouco, pois a leitura quando é assim, se arrasta e as vezes me dá vontade de deixar de lado!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Confesso que não gosto dos livros da Harlequin. São pequenos demais, consequentemente, sem um meio emocionante. Uma história muito rápida não me emocionam.
    A sua resenha está ótima! Mas mesmo assim não leria o livro.
    Beijos,
    http://addictiononbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Kati pelo que li na sua resenha confesso que fiquei curiosa e se tivesse oportunidade leria com certeza, mas esse ponto que vc relatou sobre a narrativa me deixou meio com o pé atrás, mas enfim parabéns pela resenha e leitura.

    Te espero no Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  6. Não gosto de leitura lenta acabei de abandonar um livro por isso e nem tenho lido livros de banca ultimamente, a capa é linda mas isso não é o basatnte pra fazer a gente ler.

    ResponderExcluir