19 de maio de 2015

A Transformação de Raven - Sylvain Reynard

Livro: A Transformação de Raven (The Raven)
Noites em Florença #1
Autor (a): Sylvain Reynard
Número de Páginas: 448
Editora: Arqueiro (parceria)
Compre aqui.

Sinopse: Florença, o berço do Renascimento. Um lugar culturalmente fervilhante, perfeito para quem quer esconder segredos ou está em busca de uma segunda chance. Como a doce Raven, que se muda para a cidade na tentativa de esquecer os traumas do passado e se dedicar à sua maior paixão: a restauração de pinturas renascentistas.
Um dia, voltando para casa do trabalho na Galleria degli Uffizi, sua vida muda para sempre. Ao tentar evitar o espancamento de um sem-teto, Raven é atacada. Sua morte parece iminente, mas seus agressores são impedidos e brutalmente assassinados. Assustada e prestes a perder os sentidos, ela só consegue vislumbrar uma figura sombria que sussurra: Cassita vulneratus.
Ao despertar, Raven faz duas descobertas perturbadoras: uma semana se passou desde o ocorrido e ela se transformou por completo. Quando volta ao trabalho, mais uma surpresa: alguém conseguiu burlar o sofisticado sistema de segurança da galeria e roubar a inestimável coleção de ilustrações de Botticelli sobre A divina comédia.
Em busca da verdade, Raven cairá diretamente nos braços do Príncipe de Florença – tão belo quanto poderoso, tão sedutor quanto maligno –, que lhe apresentará um submundo de seres perigosos e vingativos, cujas leis ela precisa aprender depressa se quiser se manter viva e salvar os que a cercam.
A transformação de Raven marca o início da série Noites em Florença, cujos personagens foram apresentados em O príncipe das sombras.

RESENHA por Luciana Corrêa da Silva.

Oi, como vão?

A resenha de hoje é de A Transformação de Raven, o primeiro livro de uma da série chamada Noites em Florença, onde temos personagens que foram apresentados em O Príncipe das Sombras, escrito por Sylvain Reynard, já famoso pela trilogia O Inferno de Gabriel.

O livro nos apresenta uma nova cultura e um lugar não muito descrito nos livros de romance atuais. Falo de Florença, o berço do Renascimento. Somos apresentados aos artistas e às lindas obras de um lugar onde fervilha de cultura e, por ser antigo e ter becos e subterrâneos, é ideal para se esconder segredos e seres impossíveis de imaginar entre os humanos normais.

… – De alguma forma, a escuridão recua quando você está por perto.

Raven é uma mulher doce e delicada. Apesar da aparência simples, de estar acima do peso e de quebra ter uma perna aleijada, ela convive bem com suas limitações. Ela é restauradora e mudou-se para a cidade na tentativa de esquecer os traumas do passado e dedicar-se ao seu trabalho e à sua maior paixão, que é a pintura renascentista.

Então um dia, quando volta do trabalho na Galleria Degli Uffizi, ela tenta evitar o espancamento de um sem-teto e acaba sendo atacada. Sua vida nunca mais será a mesma, pois esse ataque a deixa gravemente ferida e à beira da morte. Diante da morte iminente, percebe que seus agressores foram impedidos de terminar o serviço. Assustada e prestes a perder os sentidos, ela só consegue vislumbrar uma figura sombria e enigmática e parece ouvir em sua cabeça uma voz que sussurra em uma língua antiga (latim), chamando-a de “Cassita Vulneratus”.

Assim que Raven acorda, passa por um susto tremendo: ela está mudada, muito diferente fisicamente e sua perna não é mais torta e não dói mais… A outra coisa é que uma semana se passou e ela não faz ideia do que aconteceu, não consegue lembrar de nada do que aconteceu durante esses dias. Além da estranheza do pessoal do trabalho, que não a reconhece, um estranho roubo aconteceu enquanto ela estava ausente e agora ela é suspeita do roubo das valiosíssimas obras de Botticelli, pertencentes ao Doutor Emerson e sua esposa Julianne.

Como a moça poderá escapar tanto da polícia, quanto do Príncipe das Sombras, que parece ter se encantado por ela? Ela poderá viver sempre bela ou os efeitos logo deixarão de existir, pois afinal ela não quer de jeito nenhum ter contato com o submundo? Bom, só lendo pra saber mais sobre a incrível saga da restauradora.

O livro é muito legal, diferente dos livros que estamos acostumados a ler. Primeiro porque conta todo o deslumbre das obras renascentistas e a cidade de Florença. Segundo, porque o estilo da narrativa é bem peculiar. A história é toda voltada para um suspense, que não se resume só ao roubo das obras, mas a tudo o que a Raven não sabe e muito menos nós, pequenos e humildes leitores, que não somos induzidos a saber de nada antes dela mesma.

Ele chegou mais perto ainda, com os olhos cravados nos dela.
– Você não imagina o prazer que sou capaz de lhe dar. Há quem fosse capaz de implorar para virar meu amante, nem que fosse só por uma noite.

Outro ponto positivo é que tudo vai se desenrolando conforme a visão da própria Raven, mas o que vi de negativo foi o fato de ficar muito nebuloso, causou uma demora desconfortável até que tudo engrenasse. As frases e termos em latim poderiam ter sido traduzidas e transformadas em nota de rodapé, para que a leitura ficasse mais rápida. Claro que elas são explicadas, mas às vezes demoram algumas páginas e isso me inquietou.

O melhor de tudo é ver uma mocinha muito legal que é a Raven. Ela é bondosa e altruísta, mas também determinada e corajosa. Ela não se contenta em ficar alienada de tudo, ela precisará saber mais e mais no que está envolvida, e cairá diretamente nos braços de William, o vampiro, Príncipe de Florença. Ele é belo, poderoso e tão sedutor quanto maligno e impiedoso, e ele vai lhe mostrar um mundo que ela nem imagina existir, mas que, de uma hora para outra, fará parte e, para sobreviver, precisará aprender depressa a lidar com esses seres perigosos e vingativos.

O livro tem cenas quentes e amorosas, mas confesso que alguns erros de revisão e a personalidade da mocinha não me permitiram dar cinco estrelas para a leitura.

Gostei muito do livro, adorei me deliciar com O Príncipe, quero mais e mais dele, não resisto a um vampirão malvado, kkkkk.

… – Achei que você não estivesse entendendo o verdadeiro perigo que está correndo. Agora sei que não é verdade. Estou começando a pensar que talvez tenha coragem.

Boa leitura, até a próxima!

Noites em Florença:
0,5. O Príncipe das Sombras;
01. A Transformação de Raven;
02. The Shadow.

Outras capas:

 

Postagem válida para o Top Comentarista maio.


14 comentários

  1. Eu ganhei esse livro a pouco tempo e estou morrendo de vontade de ler, pois mescla obras renascentistas e vampiros e gosto muito disso.
    Porém estou esperando chegar O príncipe das sombras para começar a leitura.
    Gostei do seu ponto de vista.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Déborah, que bom que gostou da resenha. Pelo que vi tem os elementos que vc gosta, então vai adorar essa série. Beijo e obrigada pelo comentário ;)

      Excluir
  2. Oi Lu
    Eu ja tinha me interessado por essa serie na sua resenha de O principe das sombras agora entao estou super animada para ler. Achei muito interessante a Raven nao ter o corpo perfeito mas a mulher acaba transformada, eu espero que ela acabe sendo uma mocinha deseja sem precisar de feitiços, ia ser um diferencial.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rafaela, vc vai amar essa mocinha, ela é tão legal... Beijo e obrigada ;)

      Excluir
  3. Estou doida pra ler esse livro, curto muito histórias com vampiros, já estava bastante interessada em ler pelo autor pois gostei muito da Trilogia O Inferno de Gabriel, essa resenha me deixou ainda mais ansiosa em conferi essa história.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Milena, essa história é cheia de vampiros nem tão bonzinhos assim, vc vai gostar. Beijo e obrigada!

      Excluir
  4. Lu!
    Me identifiquei demais com Raven, por vários motivos e pela aparência física...kkkk e também porque minha origem é italiana e Florença é uma cidade maravilhosa, além das obras renascentistas, que luxo!
    E esse William Príncipe da Sombras? Nossa! Amo vampiros.
    O livro foi feitinho para mim.
    Desejo uma ótima semana!!
    “Exige muito de ti e espera pouco dos outros. Assim, evitarás muitos aborrecimentos.” (Confúcio)
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi, que legal Rudy, também adorei a Raven, que mulher!!! Também adoro vampiros, não perco livros com eles, hehehe... Beijo e obrigada pelo carinho de sempre ;)

      Excluir
  5. ja tinha ouvido falar desse livro, e li algumas resenhas e me interessei muito pelo livro, Raven parece ser um tipo de personagem bem cativante e facil de gostar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Emanoelle, acho que vc vai gostar da Raven e da história toda... Beijo e obrigada ;)

      Excluir
  6. Legal essa viagem por Florença, sem falar de todo o suspense que gira em torno da nova vida da Raven e sua adaptação nesse mundo misterioso! Também concordo que as frases e termos em latim deveriam ter sido colocados no rodapé, facilitaria muito a vida de nós leitores! Tô louca pra conhecer William, esse vampiro sombrio e sedutor!
    Bjos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Any, que bom que gostou da resenha e se interessou pelo livro, vale a pena. Beijo e obrigada pelo comentário ;)

      Excluir
  7. Essa narrativa é bem peculiar ao autor. Mais uma vez ele fala um pouco sobre aspectos renascentistas. Resumidamente, posso dizer que a história me parece ser bem curiosa. Pena que teve alguns errinhos de revisão... :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nathalia, tem errinhos sim, mas nada que nos deixe chateadas... Espero que goste tanto quanto eu, beijo ;)

      Excluir