15 de maio de 2015

Uma Noite Para Se Entregar - Tessa Dare

Livro: Uma Noite Para Se Entregar 
Série: Spindle Cove #1
Autor (a): Tessa Dare
Número de Páginas: 288
Editora: Gutenberg
Compre aqui.

Sinopse: Spindle Cove é o destino de certos tipos de jovens-mulheres: bem-nascidas, delicadas, tímidas, que não se adaptaram ao casamento ou que se desencantaram com ele, ou então as que se encantaram demais com o homem errado. Susanna Finch, a linda e extremamente inteligente filha única do Conselheiro Real, Sir Lewis Finch, é a anfitriã da vila. Ela lidera as jovens que lá vivem, defendendo-as com unhas e dentes, pois tem o compromisso de transformá-las em grandes mulheres descobrindo e desenvolvendo seus talentos.
O lugar é bastante pacato, até o dia em que chega o tenente-coronel do Exército Britânico, Victor Bramwell. O forte homem viu sua vida despedaçar-se quando uma bala de chumbo atravessou seu joelho enquanto defendia a Inglaterra na guerra contra Napoleão. Como sabe que Sir Lewis Finch é o único que pode devolver seu comando, vai pedir sua ajuda. Porém, em vez disso, ganha um título não solicitado de lorde, um castelo que não queria, e a missão de reunir doze homens da região, equipá-los, armá-los e treiná-los para estabelecer uma milícia respeitável.
Susanna não quer aquele homem invadindo sua tranquila vida, mas Bramwell não está disposto a desistir de conseguir o que deseja. Então os dois se preparam para se enfrentar e iniciar uma intensa batalha! O que ambos não imaginam é que a mesma força que os repele pode se transformar em uma atração incontrolável.

RESENHA por Katielle Borba.

Oi gente, tudo bem?

A resenha de hoje é do lançamento histórico da Editora Gutenberg, Uma Noite Para Se Entregar. O livro faz parte da série Spindle Cove e foi escrito por Tessa Dare.

O livro traz a história da pacata vila de Spindle Cove. Para lá são enviadas mulheres que não se adaptaram a vida social, ao casamento ou por qualquer outro motivo que as deixem deslocadas. Spindle Cove é dominado pelas mulheres; ali realizam atividades diárias e assim o tempo passa e elas fazem aquilo que mais gostam. Quase não existem homens na vila e os que vivem lá parecem que não são homens, pois são totalmente submissos as vontades das damas.  A anfitriã da vila é Susanna Finch, ela coordena todas as moças e as auxilia em qualquer problema que tiverem. A Srta. Finch é um poço de bondade, todos querem saber seus conselhos e sempre está disposta a ajudar, porém não se engane, pois ela também é uma mulher forte, destemida e não mede esforços para proteger quem ama.

O cenário muda quando três homens chegam a Spindle Cove. Entre eles está o tenente Coronel do Exército Britânico, Victor Bramwell, mais conhecido como Bram. Com a chegada de Bram tudo se transforma, afinal a primeira coisa que ele e seus companheiros fazem é bombardear as ovelhas que encontram pelo caminho. Claro que Susanna não gosta nada disso e fará de tudo para que Bram vá embora.

Antes de qualquer coisa, quero dividir minha euforia com vocês: que romance perfeito!!! Ainda não consigo entender como os históricos não eram publicados no Brasil.

Uma Noite Para Se Entregar é narrado em terceira pessoa e alterna entre Bram e Susanna; em alguns momentos também temos o ponto de vista de Colin, o protagonista da próxima publicação. Este livro é nada menos que perfeito do primeiro ao último parágrafo. Com uma narrativa fluída, ficamos completamente envolvidos na leitura; a história é romântica, sensual e divertida. Além dos personagens principais serem maravilhosos, cada um do seu jeito, os secundários muitas vezes roubam a cena; além disso, temos um animal de estimação muito simpático chamado Jantar.

Bram e Susanna são pessoas fortes, mas bem diferentes. Ela é praticamente o único “homem” da vila, é aquela pessoa que todos querem saber opiniões e conselhos. Bram é bem reservado e quando percebe que terá de ficar naquele lugar por um longo tempo quase enlouquece; tudo piora quando ele questiona algo aos moradores e a única resposta que recebe é: melhor perguntar a Srta. Finch.

Uma Noite Para Se Entregar é aquele tipo de livro que apreciamos em doses homeopáticas, que a cada página passada um pesar se instala no coração, pois sabemos que logo irá acabar. Acontece cada situação cômica que é difícil segurar o riso, mas não é só isso, pois Bram e Susanna também têm medos e problemas e dependendo das decisões que tomarem ficarão separados para sempre.

O próximo livro da série será de Colin e Minerva, mal posso esperar pela publicação, pois os dois se odeiam.

O trabalho da Editora Gutenberg está nada menos que perfeito. A diagramação é simples e a capa lindíssima.

Se você ainda tem algum preconceito a respeito dos romances históricos/época, indico que comece por Uma Noite Para Se Entregar. É impossível não gostar deste livro.

“Pegue seu convite gentil e volte para casa com ele. Quando soldados e donzelas vivem sob o mesmo teto, coisas acontecem. E se acontecer da senhorita ficar debaixo de mim novamente...” – o olhar dele percorreu o corpo de Susanna – “não vai me escapar tão facilmente.”
Ela ficou sem ar.
“Você é um animal.”
“Apenas um homem, Srta. Finch. Apenas um homem.”

Leitura recomendada.

Série Splinde Cove:
01.  Uma Noite Para Se Entregar;
1,5. Once Upon a Winter's Eve;
02.  A Week to Be Wicked;
03.  A Lady by Midnight;
3,5. Beauty and the Blacksmith;
04.  Any Duchess Will Do.

Outras capas:


   

Postagem válida para o Top Comentarista de maio.


11 comentários

  1. to de olho nesse livro desde quando soube que ia lançar, adoro romances historicos e to muito feliz em saber que é uma serie de livros, fiquei mais curiosa do que já estava agora que li a resenha e nao vejo a hora de ter meu exemplar.

    ResponderExcluir
  2. Olá blogueira(o)

    Ainda não tem seu próprio marcador?
    Acesse nosso site e peça o seu personalizado.
    Página do face: https://www.facebook.com/retratuslembrancas
    Site: http://loja.retratus.com.br/ecommerce_site/categoria_1405-1856_11656_Lembrancas-personalizadas-Marcador-de-paginas-personalizado

    ResponderExcluir
  3. Olá...
    Este livro foi lançado pela editora juntamente com outro romance histórico, o Um Poema para Bárbara. Fiquei louca pelos dois mas só li Um Poema para Bárbara. Quero ler este também. Abs.
    https://leiturasdalee.wordpress.com

    ResponderExcluir
  4. Estou doida pra ler esse livro, curto romance de época e esse parece ser mesmo excelente, essa resenha me deixou ainda mais ansiosa em conferi essa história.

    ResponderExcluir
  5. Adoro romances e pela sua empolgação eu mega me interessei em ler! =)
    Achei a capa daqui a mais bonita, gosto quando não mostra o rosto, bom pra deixar a nossa imaginação fluir.
    Vai entrar na lista de desejos com certeza!
    Valeu pela dica!
    Bjus.

    ResponderExcluir
  6. Adoro romances de época, Katielle, mas não conhecia esse. Fiquei enlouquecida com esse, principalmente quando você disse na resenha que ficou eufórica pelo romance ser perfeito. Preciso dele para ontem!!!!

    ResponderExcluir
  7. Bem Kati!
    Sou adepta dos romances épicos há muitos e muitos anos e gosto demais, porque a ambientação e as característica das personagens são totalmente diferentes dos romances contemporâneos, embora o romance seja quase igual.
    Desejo uma ótima semana!!
    “A vida apesar de dura é mágica, por isso sempre acredite no inesperado.”(Maria Miranda)
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Katielle, eu sou totalmente apaixonada por romances de época e pelo que você disse esse será mais um que entrará para a minha lista.
    Como assim históricos não eram publicados no Brasil???
    As editoras não sabiam o que era bom.
    Adorei.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  9. Oi Katille, estou desejo muito esse livro e pela sua resenha parece ser bem diferente dos historicos que estou lendo. Imagina uma vila que é comandada por mulheres imagino como isso deve render porque elas parecem mais independentes. A capa é linda.

    ResponderExcluir
  10. Oi, Katielle!
    Também me custa entender o porque dos históricos não serem publicados antigamente no Brasil, mas para alegria de nós, fãs de históricos, as editoras descobriram o valor deles!
    Gosto de história sensual e divertida, com situações cômicas. Amei o trexo que você colocou no final!
    Bjos!

    ResponderExcluir