23 de junho de 2015

Neve na Primavera - Sarah Jio

Livro: Neve na Primavera (Blackberry Winter)
Autor (a): Sarah Jio
Número de Páginas: 336
Editora: Novo Conceito (parceria)
Compre aqui.

Sinopse: Seattle, 1933. Vera Ray dá um beijo no pequeno Daniel e, mesmo contrariada, sai para trabalhar. Ela odeia o turno da noite, mas o emprego de camareira no hotel garante o sustento de seu filho.
Na manhã seguinte, o dia 2 de maio, uma nevasca desaba sobre a cidade.
Vera se apressa para chegar em casa antes de Daniel acordar, mas encontra vazia a cama do menino. O ursinho de pelúcia está jogado na rua, esquecido sobre a neve.
Na Seattle do nosso tempo, a repórter Claire Aldridge é despertada por uma tempestade de neve fora de época. O dia é 2 de maio. Designada para escrever sobre esse fenômeno, que acontece pela segunda vez em setenta anos,
Claire se interessa pelo caso do desaparecimento de Daniel Ray, que permanece sem solução, e promete a si mesma chegar à verdade. Ela descobrirá, também, que está mais próxima de Vera do que imaginava.

RESENHA por Katielle Borba.

Oi pessoal, tudo bem?

A resenha de hoje é de um livro que me surpreendeu muito. Neve na Primavera é da autora Sarah Jio e foi publicado pela Editora Novo Conceito. Este é o segundo livro da autora lançado no Brasil.

Neve na Primavera nos traz a história de duas mulheres, Vera e Claire. Elas são de época diferentes, mas tem muito em comum.

A história de Vera Ray se passa na década de 30, no auge da grande depressão. Vera é mãe solteira e tem um filho pequeno chamado Daniel. Ela faz de tudo para dar o melhor para a criança, mas não consegue. Eles passam fome, passam frio e o trabalho de Vera é quase uma escravidão que não dá nem para pagar o aluguel. Parece que a cada dia que passa as coisas pioram, mas Vera sempre encontrou conforto nos olhos do seu amável Daniel. 

Uma grande nevasca atinge a cidade, todo mundo é pego de surpresa, afinal acontece em uma estação completamente diferente. Neste dia Vera tem de trabalhar e deixa seu filho sozinho em casa, quando ela retorna, Daniel desapareceu e o único rastro deixado é seu bichinho de pelúcia jogado na neve. 

O mesmo fenômeno que aconteceu no passado, ocorre novamente nos dias de hoje e a jornalista Claire Aldridge recebe a missão de escrever uma matéria sobre essa nevasca fora de época. Com a ajuda de uma amiga, Claire  descobre que esse mesmo fenômeno aconteceu 80 anos atrás e que naquela época um menino desapareceu e seu caso nunca foi solucionado. Então Claire entra de cabeça nesta investigação, disposta a descobrir o que aconteceu com Daniel Ray.

Neve na Primavera foi uma grata surpresa, assim que foi anunciado este lançamento eu não dava nada por ele, mas que história contém essas páginas! O livro é narrado em primeira pessoa e alterna capítulos entre o passado (Vera) e presente (Claire). Isso dá muita agilidade à narrativa. Este é daquele tipo de livro que nos consome, nos deixa tensos, ansiosos para saber como a história irá desenrolar-se. O suspense e a dor de uma mãe em não saber onde está seu filho quase acabou comigo, que sofrimento!

A vida de Claire também não é nada fácil, seu casamento está afundando e ela não vê perspectivas de melhora, o pior é que ela nem tem forças para isso. Algumas coisas tristes aconteceram no seu passado e depois disso sua vida nunca mais foi a mesma. Com a investigação a respeito do sumiço de Daniel, Claire tem um novo objetivo isso também a ajudará a  encontrar seu rumo e quem sabe salvar seu casamento.

Neve na Primavera é um livro com uma história simples, mas muito tocante. Acho difícil alguém ler e não ficar emocionado com todos os desdobramentos que acontecem até o final da leitura. Sarah Jio já teve outro livro publicado aqui no Brasil pela  Novo Conceito chamado As Violetas de Março, gostei tanto de sua escrita que certamente irei adquirir este outro livro.

Se você gosta de livros emocionantes, com dramas e um toque de suspense, leia Neve na Primavera, tenho certeza que irá adorar.

- Nenhuma mãe deveria jamais perder um filho.
- Claire - ele continuou -, não, ouça. Uma tempestade de neve de final de estação caiu nesta mesma data em 1933. - Ouvi mais papéis sendo remexidos. - A época é excepcional. Mais de oitenta anos atrás, uma tempestade idêntica, uma gigantesca nevasca, paralisou completamente a cidade.
Parecia mais fácil me perder na história de Daniel e Vera do que resolver a minha própria.

Leitura recomendada.

Outras capas:

   


Postagem válida para o Top Comentarista junho.




10 comentários

  1. Katielle, acho que sua resenha é a primeira positiva que leio sobre esse livro.
    Não consigo imaginar a dor que Vera sente por seu filho perdido.
    Me pegunto se por causa da matéria Claire conseguiu descobrir o que aconteceu com Daniel.
    Acho que leria só pra saber se descobriu o que aconteceu e como.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  2. Mana sua resenha foi ótima mas sinceramente não senti a menor química coma história se eu a lê-se acabaria não lendo todo e daria uma opinião mal formada então é melhor eu nem ler.

    ResponderExcluir
  3. Kati!
    Acabei de ler o livro e ainda estou emocionada, acredita?
    É um livro sensível e que nos faz pensar em nossos filhos...
    Apenas uma coisa não gostei, foi a comunicação de Claire com o marido, poderia ter mais diálogo, fora isso, o livro é perfeito.
    “A amizade não se busca, não se sonha, não se deseja; ela exerce-se (é uma virtude).”(Simone Weil)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participe no nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir
  4. Ai não tem como não querer ler esse livro depois dessa resenha. Amo livros assim e com as suas palavras meu Deus. Esse é exatamente o tipo de livro que faz a minha vida literária funcionar.

    ResponderExcluir
  5. Oi Kati!
    Assim que vi essa capa linda entre os lançamentos eu já fiquei interessada mas agora lendo sua resenha eu to é doida pra ler! A história parece ser mesmo muito tocante e com certeza eu iria gostar.
    beijos
    Pobre Leitora

    ResponderExcluir
  6. Quando vi esse livro pensei que ele fazia parte de uma série, mas, pelo que vi, é livro único, e isso me agrada muito. Confesso que se fosse olhar apenas pelo lado drama, não iria lê-lo, mas vendo que tem essa pitada de suspense, já começo a ficar mais curioso. No mais, é legal quando somos surpreendidos positivamente por um livro, não é?!?!

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  7. Não faz meu tipo de livro, sabe não gosto mto de livros onde a principal sofra mto, acho que a leitura é algo para me fazer sonhar com coisas melhores, mas me parece um livro bem emocionante para quem gosta desse gênero!

    ResponderExcluir
  8. Oi, Ketielle!
    Esse livro está na minha lista de leitura, e olha que sou uma leitora que ler livros a procura de lindas histórias de amor, e Neve na Primavera não se centra num romance, mas pretendo ler pra conhecer essa emocionante história de uma mãe que nunca esqueceu seu filho desaparecido, quero descobrir o que aconteceu com o pequeno Daniel.
    Bjos!

    ResponderExcluir
  9. Outra autora que não conhecia é a Sarah Jio. Mas seus elogios foram bastante persuasivos para eu ler logo um livro dela e morrer de amores.
    Gostei de saber que a narrativa é intercalada entre os personagens, deixa a gente por dentro de tudo que passa na cabeça deles, bom pra entender melhor oq se passa com cada um.
    Sua resenha está muito boa, realmente aumentou as minhas expectativas quanto à estória toda. Ser mãe não é fácil e mostrar a perda de um filho é algo que choca a gente.
    Esse é um dos livros que fazer a gente refletir, e se perguntar: “E se fosse eu?”. Livro com estórias emocionantes é comigo mesmo.
    Amei a sua indicação e depois dessa recomendação, com certeza quero conhecer.

    ResponderExcluir
  10. Amiga que bom saber que esse livro é tão bom. Tenho As violetas de março, mas ainda não li, mas pretendo fazer em breve e se gostar da escrita da autora irei investir nesse lançamento indicado por vc. Valeu pela dica e parabéns pela leitura e resenha. Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir