14 de julho de 2015

O Que Eu Quero Pra Mim - Lycia Barros

Livro: O Que Eu Quero Pra Mim
Autor (a): Lycia Barros
Número de Páginas: 208
Editora: Arqueiro (parceria)
Compre aqui.


Sinopse:  Alice é independente, bem-sucedida profissionalmente e muito ambiciosa. Além do sucesso no trabalho, tem um namorado que é o sonho de qualquer mulher: lindo, apaixonado, louco para se casar e ter filhos. Mas ela não é qualquer mulher, e acha que a carreira vem antes de tudo. Então, quando Casseano a coloca contra a parede e exige mais espaço em sua vida, os dois entram em um impasse e acabam se separando. Em poucos dias, Alice sente que o fim do relacionamento está sendo mais duro do que esperava. Para piorar, o trabalho entra em crise e sua sócia, preocupada com a saúde da amiga, a obriga a se afastar por um tempo. As férias a ajudarão a arejar a cabeça e voltar mais produtiva. 
Com tudo dando errado ao mesmo tempo, Alice aceita a sugestão e compra uma passagem para Londres. Chegando lá, mergulha numa profunda jornada de autodescobrimento e percebe o que realmente importa para ela.O que eu quero pra mim é um romance inspirador, que fala sobre a importância de conhecer a si mesmo e descobrir as próprias necessidades antes de trilhar de forma plena o caminho do amor.

RESENHA por Katielle Borba.

Oi gente, tudo bem?

A resenha do livro de hoje é de uma autora que gosto muito, a Lycia Barros. O Que Eu Quero Pra Mim é publicação da Editora Arqueiro.

Alice é uma mulher moderna, independente e bem sucedida no trabalho. Por sinal, o trabalho ocupa praticamente todo o seu tempo, afinal ela quer ter uma carreira brilhante. Alice também tem o namorado perfeito, Casseano; ele a ama e faz todas suas vontades. Tudo parece maravilhosamente bem, mas de um momento para o outro a vida dela desanda e Alice não sabe mais o que fazer ou que rumo tomar. No meio de todo o caos, ela decide tirar umas férias forçadas em Londres; lá ela ficará hospedada na casa de uma antiga amiga e tentará entender tudo o que está acontecendo.

Logo nas primeiras páginas deste livro, a vida de Alice parecia perfeita para mim, pois tem um emprego ótimo, é independente e ainda tem um homem maravilhoso em sua vida. Só que Alice não estava satisfeita com isso, então concluí que apesar de todas essas conquistas ela é uma pessoa vazia. Ela não tem um objetivo, não sabe o que quer, é uma pessoa fechada demais com os sentimentos, tanto que nem Casseano, seu namorado, consegue entendê-la. No decorrer da história vamos conhecendo mais sobre a vida de Alice e passamos a entender o porquê dela ser assim.

O Que eu Quero Pra Mim é um livro bem curto, mas a mensagem e a lição que deixa não condiz com o seu tamanho. É narrado em terceira pessoa e por vários personagens, mas não pensem que a leitura fica confusa, pelo contrário, é um plus conhecer pensamentos de tantas pessoas. Todas as pessoas que conhecemos são importantes para a trama, pois fazem ou irão fazer parte da vida de Alice. Gostei muito de como a autora tratou deles, todos têm o seu final e isso não atropela a história, é tudo no seu devido tempo.

A autora tem o dom da palavra, não é o primeiro e nem será o último livro que leio e fico muito emocionada. As palavras usadas, as situações vividas pelos personagens parecem que poderiam acontecer com qualquer pessoa, acho que por isso é tão tocante.

Para mim, a Lycia Barros é uma das melhores autoras brasileiras. Digo isso porque seus livros são sempre com histórias lindas, que parecem reais e nos deixam refletindo por muito tempo. Sempre penso nos livros da Lycia como meus melhores amigos, onde irei abrir as páginas e um conselho ou uma mensagem de carinho estará esperando por mim.

Torço para que a Editora Arqueiro publique outros livros dela. A edição de O Que eu Quero Pra Mim está linda. A capa retrata bem a história do livro.

Indico está leitura para todas as pessoas, afinal é um ótimo livro.
  
Não faça isso. Não vá para a cama com o primeiro homem que aparecer. Não se desvalorize só porque outra pessoa já fez isso com você. Tenha amor-próprio.
Talvez a solidão que eu carrego no peito neste momento de dissipe com a distância ou, pelo contrário, sirva apenas para me mostrar que não foi dos outros que me separei durante os últimos anos... e sim de mim mesma.

Leitura recomendada.

Postagem válida para o Top Comentarista julho.


14 comentários

  1. Oi Katielle,

    Por sua resenha deu pra perceber que Lycia tem uma escrita fascinante e eu acho que livros de auto descoberta geralmente são muito interessantes pela mensagem que transmitem e como você afirmou esse não é diferente e parece muito bom. Eu tenho que dizer que arqueiro tem arrebentado em seus lançamentos.

    ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lili,
      A Lycia é ótima. Espero que você possa ler e gostar do livro tanto quanto eu.
      A Arqueiro está arrasando todos os meses com esses lançamentos lindos.
      Beijos.

      Excluir
  2. Adorei a resenha! Bom ainda não li nenhum livro da autora Lycia Barros, mas pelos elogios sobre sua escrita vou procurar mais livros dela além de O Que eu Quero para Mim, e falando deste livro, super me interessei é legal livros relacionados a autodescoberta, e com uma história bacana, fiquei curiosa para ler o livro, pretendo ler mais futuramente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mariele,
      Leia sim, tenho certeza que irá gostar.
      Beijos.

      Excluir
  3. Kati!
    Amo livros que trazem ensinamentos para vida.
    Tenho um livro dela aqui para leitura e espero conseguir ler em breve, porque tem tantos na fila...kkk
    Mas pelo visto, vale a pena furar e passá-lo na frente.
    Obrigada por sua resenha incentivadora.
    “É mais fácil obter o que se deseja com um sorriso do que à ponta da espada.”(William Shakespeare)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participe no nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rudy,
      Sei bem como é ter vários na fila. Os livro da Lycia valem a pena passar na frente.
      Espero que você goste tanto quanto eu.
      Beijos.

      Excluir
  4. Oi Kati..
    Lycia realmente toca-nos. Eu já tive a oportunidade de ler outro livro dela. As situações que ela coloca em seus personagens são mesmo muito reais, e podem acontecer com qualquer um.
    Quero ser melhor amiga desse livro também :) Linda resenha!

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lê,
      Sim, é exatamente isso que penso. Ela é maravilhosa.
      Beijos.

      Excluir
  5. Eu já tinha visto esse livro em algum lugar, mas acho que li sem prestar muita atenção pq eu simplesmente adorei a resenha, parecia até um livro novo pra mim, rs. Já estou muito curiosa pra saber pq Alice é tão fechada com os sentimentos tendo uma vida tão boa e um namorado fofo, rsrs. E gostei tb de ser narrado por pessoas diferentes, pode ser interessante isso. Não conhecia essa autora, mas vou ler esse livro com certeza, gostei! Obrigada pela resenha ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Crika,
      Obrigada pelo comentário. <3
      Essa autora é ótima, ela já tem outro livro publicado pela Editora Arqueiro. O nome é Despertar - A Bandeja, é maravilhoso também.
      Os livro dela são lindos e tocantes, sempre deixando uma bela mensagem.
      Beijos.

      Excluir
  6. Nossa kati que resenha linda e inspiradora fiquei louca para ler esse livro, já coloquei na lista de desejos. Estou com o livro A Bandeja aqui e pretendo ler ainda esse mês. Amei sua dica, livros com mensagens para nossa vida são sempre bem vindos.
    Beijinhos!!!

    Leituras vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Flor,
      Leia sim, os dois livros são ótimos. Ela já tem muitos livros publicados e espero que a Arqueiro traga mais para nós.
      Beijão.

      Excluir
  7. Oii
    Esse livro é lindo, já ouvi falar dele.
    Ainda não li, mas como você disse que indica ele pra todos, irei ler depois.
    Beijos ;)

    ResponderExcluir
  8. É complicado (pelo menos para mim) não colocar tantas expectativas em um livro, principalmente se já tiver boas experiências com o autor. Eu não conhecia essa obra, e infelizmente ela não chamou minha atenção. Geralmente eu me apego muito à amizade que é descrita em alguma narrativa, mas pelo o que você disse, as mulheres deixam um pouco a desejar nesse quesito... Em contra partida, adorei saber que os meninos possuem qualidades indescritíveis. Esse lance de os personagens se questionar sobre o que queriam me lembrou um pouco os livros da Cecelia Ahern (acho que por conta dessa auto descoberta e coisas assim).

    ResponderExcluir