10 de agosto de 2015

Fragmentados - Neal Shusterman

Livro: Fragmentados (Unwind) 
Unwind Dystology #1
Autor: Neal Shusterman
Número de Páginas: 368
Editora: Novo Conceito
Compre aqui.

Sinopse: Em uma sociedade em que os jovens rejeitados são destinados a terem seus corpos reduzidos a pedaços, três fugitivos lutam contra o sistema que os fragmentaria .
Unidos pelo acaso e pelo desespero, esses improváveis companheiros fazem uma alucinante viagem pelo país, conscientes de que suas vidas estão em jogo. Se conseguirem sobreviver até completarem 18 anos, estarão salvos. No entanto, quando cada parte de seus corpos desde as mãos até o coração é caçada por um mundo ensandecido, 18 anos parece muito, muito longe.
O vencedor do Boston Globe-Horn Book Award, Neal Shusterman, desafia as ideias dos leitores sobre a vida: não apenas sobre onde ela começa e termina, mas sobre o que realmente significa estar vivo.

RESENHA por Luciana Corrêa da Silva.

Oi, tudo bem?

Hoje trago para vocês um lançamento da Editora Novo Conceito, chamado Fragmentados. O livro é do autor Neal Shusterman, que já escreveu mais de 30 livros premiados. Ele escreve também roteiros de cinema e de televisão e mora na Califórnia. Você pode saber mais sobre ele acessando: storyman.com

O livro conta a história de um mundo onde as pessoas já não fazem mais abortos para se livrar dos filhos indesejados, elas tem a opção de dá-los a quem quiser e estes, quando recebem a “cegonha” não podem devolver ou reclamar. Essas ou as crianças naturais são criadas até que tenham 13 anos, eles vivem uma espécie de “chance prolongada” até que demonstre ser bom o suficiente para ser poupado. Após essa idade, se os pais acharem conveniente, eles são mandados para a fragmentação e lá se tornam doadores de órgãos, membros… qualquer parte que possa ser aproveitada por outra pessoa. Quem pode mais, paga por órgão (e etc…) em bom estado e os demais se contentam com “pedaços” nem tão bons assim.

Planejar com antecedência nunca foi um dos pontos fortes de Connor. Se fosse, talvez ele não tivesse se metido nos vários aborrecimentos que causou a si mesmo nos últimos anos. Situações que lhe renderam rótulos como 'problemático' e 'arriscado' e, finalmente, o último rótulo: 'fragmentário'.

Bom, dentre os personagens que conheceremos teremos nossa atenção voltada especialmente para três. São eles Connor, Risa e Lev. Connor é um menino problemático que não é bem aceito pela família, ele cria confusão com brigas, mata aula e tira péssimas notas. De nada adiantou ele tentar melhorar, agora é tarde, seus pais já decidiram, ele vai para a fragmentação. Com Risa a história já é bem diferente, ela é uma menina deixada em um abrigo para ser criada sob a custódia do governo. Acontece que ela tem uma meta a cumprir e não consegue com excelência e por isso ela também será fragmentada, já que o governo decidiu cortar o orçamento. Já Lev tem uma família rica, com boa educação e muitos filhos felizes, mas Lev é o décimo filho e, assim, tornou-se o dízimo que os pais pagarão, como sempre fizeram com tudo o que tem. Ele será doado para que muitos outros sejam salvos; assim ele foi criado e assim será. Será?

Tudo acontece no mesmo dia. Connor, quando vê que não tem mais saída, resolve fugir com a carona de um desconhecido mas logo é descoberto e, no desespero da fuga, ele provoca um acidente onde são envolvidos os veículos onde estão também Risa e Lev. Pronto, nossa trama está feita e de forma surpreendentemente bem elaborada. Os meninos que estavam sem saída, agora estão em fuga, prontos para uma nova chance. Mas o caminho não será nada fácil, pois eles precisam sobreviver sem ser pegos até completar 18 anos, senão serão fragmentados.

– Se não houvesse fragmentação, haveria menos cirurgiões e mais médicos. Se não houvesse fragmentação, eles voltariam a tentar curar as doenças em vez de só substituir órgãos ruins pelos de outras pessoas.

O livro é muito, mas muito interessante. Nos mostra várias realidades possíveis de forma crua, sem ponderações ou cortes. Os sentimentos e necessidades deixam o livro tenso, cruel, mas, mesmo assim, impossível de largar. Conflitos étnicos e raciais e a reflexão de para onde iremos se continuarmos com certas ignorâncias, nos fazem pensar muito introspectivamente sobre o futuro da humanidade.

Há ainda algumas questões bem fantásticas, como o fato de que a pessoa que recebe uma “parte” passar a viver com uma espécie de fantasma. O antigo dono do pedaço interfere na vida do receptor, especialmente se uma parte recebida foi no cérebro ou uma parte dele.

Acho que com tudo isso que contei a vocês, poderão ter uma ideia do quão dinâmico é esse livro. A trama é superenvolvente, cheia de acontecimentos incríveis, inéditos e muito bons para nos fazer pensar em tudo e em todos. Onde chegaremos com tanta idiotice? A narrativa é feita de forma bem dinâmica, conforme o foco de quem está em evidência no capítulo, achei isso muito bom.

O futuro é incerto, mas de uma coisa tenho certeza, precisamos refletir e nada melhor que um livro para nos ajudar, certo?

Fica aqui uma ótima dica, obrigada por ter lido, até a próxima!

… A gente passa a vida toda entrando e saindo das sombras e da luz. Neste momento, eu estou feliz por estar na luz.

Unwind Dystology:
01. Fragmentados;
1,5. UnStrung;
02. UnWholly;
03. UnSouled;
04. UnDivided;

Outras capas:

   


 Postagem válida para o Top Comentarista agosto.



19 comentários

  1. Oi Lu,

    Achei essa que essa história deve ser muito interessante e por sua resenha deu pra ver que tem de tudo e que este deve ser um bom livro. A única coisa que não gostei é que ele já escreveu 4 livros desta história, uma série longa e prefiro esperar e ver se a editora vai continuar lançando os livros, por que eu odeio ficar na metade da história.

    :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lili, sabe que eu também fiquei com receio, mas o livro termina de forma tão satisfatória, sem depender de continuação, que eu não me arrependi de ter lido já... Obrigada pelo recadinho, adorei! Beijo ;)

      Excluir
  2. Assistir um book trailer do Fragmentados e simplesmente adorei, achei super interessante e me deu vontade de imediatamente comprar o livro para ler, adorei sua resenha e parece ser ótima a história, com suspenses e essas coisas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mariele, achei a história bem real, diferente e muito inovadora... Acho que vc também vai gostar... Beijo e obrigada!

      Excluir
  3. Oi Lú...
    Assim como você citou, pelas outras resenhas vejo que o livro traz uma visão bem cruel mesmo da fragmentação. Eu me interessei mais ainda pelo livro, parece ser eletrizante a história. Mas também parece ser um livro para se pensar.
    Adorei a resenha.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Letícia, a história é incrível! Talvez o fato de ser mesmo bem real e até cruel em alguns casos, nos dá uma dimensão muito mais interessante de tudo. Vc vai gostar, beijo e obrigada pelo comentário, adorei ;)

      Excluir
  4. Eu já estava de olho nesse livro assim que li a sinopse e depois dessa resenha definitivamente preciso ler esse livro, afinal tem uma temática super interessante que nos promete uma ótima leitura e gente já tem 4 livros dessa história, tomara que sejam tão satisfatórios como primeiro. Adorei a resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rissia, nem fale que eu até tomei um susto quando vi que tinha 4 livros! Mas confesso que esse nem parece ter continuação, ele terminou de forma bem definitiva, nem senti falta de continuação e isso me deixou ainda mais curiosa sobre o que vem por aí... Beijo e obrigada pelo comentário, queridona! ;)

      Excluir
  5. Essa é uma das distopias que mais quero ler!
    Acho que a escolha dos protagonistas ja nos chama a atenção, por ter um religioso entre eles...
    A ideia de Fragmentados é mto tensa, eu fiquei imaginando os motivos que levaria os pais a permitir esse procedimento.
    Com certeza é um livro que vou ler e espero que nao demore para lançar.
    Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Suzzy, vc não tem ideia do quanto esse livro é inteligente... A tensão nos acompanha, não tem jeito, acho que vc vai gostar, pelo que vc comentou... Beijão, obrigada pelo comentário...

      Excluir
  6. Lu!
    Acabei de ler Fragmentados e fiquei estarrecida com o que o futuro poderá nos reservar. Na verdade não aceitei bem essa ideia de ter o corpo fragmentado, embora entenda que possa dar a cura para outras pessoas.
    Achei o livro bem dinâmico mesmo e gostei demais, principalmente do amadurecimento do LEV.
    Agora quero ler a continuação.
    Uma semaninha mais que abençoada!
    “Esquecer é uma necessidade. A vida é uma lousa, em que o destino, para escrever um novo caso, precisa de apagar o caso escrito.”(Machado de Assis)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rudy, que livro legal e diferente, né? Eu adorei ler essa história e fiquei muito satisfeita, inclusive com o final... Beijão, obrigada pelo carinho de sempre e pelo comentário que eu adorei! ;D

      Excluir
  7. Nossa pela capa eu não dava nada por esse livro, mas adorei a história, bem diferente, bem dinâmica. Não sou mto fã de distopias mas esse me chamou atenção!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Samantha, eu sou suspeita pra falar, pq adoro distopias, mas esse livro surpreendeu pelo todo, foi muito bom ler... Depois me conta o que achou, beijão, obrigada!

      Excluir
  8. Já estava com muita vontade de ler esse livro só pela sinopse, curto muito uma distopia e agora depois de ver essa resenha fiquei ainda mais curiosa em conferi essa história que parece ser mega interessante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. *-* Vc tem ideia do quanto eu fico feliz com esses comentário queridíssimos? kkk Obrigada, adorei o livro e amei ainda mais sem comentário, beijão!

      Excluir
  9. OiE
    Faz tempo que um lançamento da NC não me atraia de verdade mas foi só botar os olhos nesse que já quis no mesmo momento.Li algumas resenhas e achei intrigante e horrendo isso da Fragmentação.Parece uma aventura e tanto e eu não sabia que esse autor era tão premiado,na verdade nem conhecia ele.E essas capas de outro países são bem legais e me passam um pouco de medo kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Letícia, esse livro é mesmo tudo isso que vc disse e essa coisa da fragmentação é odiosa. Mas o livro nos prende e a história é muito legal, vale a pena conferir... Beijo e obrigada pelo comentário ;)

      Excluir
  10. Oi Lu :)
    Não vou mentir, sou muito de julgar pela capa e quando vi esse lançamento nem dei bola .. Até porque acho a sinopse bem desinteressante. Até metade da resenha eu estava desanimada, até que li a parte "a pessoa que recebe o orgã passa a viver com uma espécie de fantasma", isso sim despertou minha curiosidade. Se tiver oportunidade irei ler!
    Bj

    Blog Passeando com os livros

    ResponderExcluir