17 de agosto de 2015

Notas Quentes - Jay Crownover

Livro: Notas Quentes (Jet)
Homens Marcados #2
Autor (a): Jay Crownover
Número de Páginas: 312
Editora: Vergara & Riba (V&R)
Compre aqui.

Sinopse: Quando Jet Keller sobe no palco com aquela voz meio rouca, dedilhando intensos acordes de guitarra, todas as garotas vão à loucura. O corpo tatuado, o cabelo rebelde e o olhar sedutor fazem desse roqueiro um grande conquistador, capaz de levar a mulher que quiser para a cama. Muitos garotos sonham com a estudante de química, Ayden Cross. Seus olhos cor de uísque, as pernas supercompridas, o ar de mistério e até o seu sotaque fazem qualquer um perder o juízo. Mas Jet é o único homem capaz de enlouquecê-la e tirá-la de sua vida certinha. Há muito tempo que Ayd e Jet se desejam, mas por acreditarem que são um o oposto do outro, têm evitado essa paixão. Porém, um desejo assim tão ardente não pode ser contido por muito tempo e o que está para acontecer entre esses dois será avassalador. Notas quentes é um romance tórrido, cheio de revelações e com intensas cenas de amor que irão ficar gravadas em você tal como um rock sedutor.

RESENHA por Katielle Borba.

Oi gente, tudo bem?

A resenha de hoje é sobre o livro Notas Quentes da Editora Vergara & Riba. O livro faz parte da Série Homens Marcados e foi escrito por Jay Crownover.

A Série Homens Marcados fala de um grupo de amigos tatuados, lindos e cheios de problemas. Em cada livro temos um casal diferente, mas esse grupo de amigos é tão ligado que são presença constante em todas as publicações. Em Notas Quentes não seria diferente, pois a história de Ayden e Jet começou no livro anterior, Na Sua Pele (resenha aqui).

Eu já havia ficado bastante curiosa com os dois, pois claramente alguma coisa havia acontecido entre eles, mas não ficamos sabendo. Em Notas Quentes somos apresentados ao fato logo nas primeiras páginas; Aid desejou Jet no momento em que pôs os olhos nele, ela tentou manter-se distante, mas não conseguiu. Então, numa determinada noite ela se joga para cima dele e é rechaçada. Jet acha que Aid é boa demais para ele, por isso e com muito custo, recusa passar uma noite com ela. Só que isso tem consequências, pois os dois sentem uma atração muito forte e depois que passam a conviver sob o mesmo teto, fica mais difícil resistir a essa paixão.

Vocês já devem estar cansados dos meus surtos por “mocinhos” cheios de problemas, mas gente, essas autoras ainda irão me matar. Sei que a cada semana perco um pedaço do meu coração, mas esses caras acabam comigo. Com Jet não foi diferente, no livro anterior eu já tinha um quedinha por ele, mas nesse aqui, eu gostaria de pegâ-lo no colo e tirar todo sofrimento dele (estou sendo piegas demais kkkkk).

Notas Quentes é narrado em primeira pessoa e pelos dois protagonistas. Ao contrário do livro anterior, onde fiquei muito incomodada com a tradução cheia de gírias, este aqui está maravilhoso. Tem algumas gírias, mas nada tão cansativo como em Na Sua Pele.

Jet toca numa banda de heavy metal; ele poderia ser um cara famoso, pois tem muito talento, mas não é isso que ele quer para sua vida. Seu objetivo não é sair em turnê e conquistar uma multidão de fãs, ele está bem satisfeito vivendo em Denver, cercado de amigos e fazendo o que gosta. Claro que muita gente não entende isso e uma dessas pessoas é o seu pai, que é grande parte da raiva e do sofrimento que Jet sente. Ele extravasa todos esses sentimentos ruins cantando (gritando) no palco. Pela descrição que a Aid fez, ele não é nada convencional, mas também não é nada que eu não esperasse; muitas tatuagens, muitos piercings, jaquetas com taxas de metal e calças de metaleiro.

Aid foi um sério problema para mim. No livro anterior eu havia simpatizado muito com ela, mas aqui, eu gostaria de dar uns tapas. A vida dela é bastante sofrida, ela guarda muitos segredos, tenta ser uma pessoa que na verdade não é; tudo isso para fugir do seu passado obscuro. O problema dela é que ela é cheia de mimimi; não toma atitudes que tem que tomar, fica pensando no que os outros irão achar dela e ainda se afasta de Jet, pois acha que ele não irá gostar de quem ela foi no passado. Se Aid tivesse sido sincera desde o início teria poupado muito sofrimento... 

Notas Quentes, e acredito que em todos os outros livros da série, trata muito da amizade e companheirismo. Estou adorando ver como pessoas diferentes se dão tão bem, são melhores amigos e acolhem até mesmo aqueles que não merecem. Outra coisa que gosto bastante é que a autora não se esqueceu dos personagens principais do livro interior; eles estão presentes cheios de amor e com alguns conflitos a serem resolvidos.

Para quem gosta de new adult este livro é leitura obrigatória. Por muito tempo agradecerei a Vergara & Riba pela agilidade e por estas publicações.

O próximo livro da série será de Rome, irmão de Rule (personagem do primeiro livro). Rome lutou na guerra e agora está volta e cheio de cicatrizes. O par dele será a Cora e creio que sairão faíscas desta história.

Leitura recomendada.

Homens Marcados:
02. Notas Quentes;
03. Rome;
04. Nash;
05. Rowdy;
06. Asa.

Outras capas:

  

 Postagem válida para o Top Comentarista agosto.


12 comentários

  1. Oi Kati
    Nao gosto de personagens mimimi, mas até achei interessante a premissa do livro. Embora eu ainda não tenha lido o livro anterior. Acho que daria uma chance, pelos elogios que deve valer a pena.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Flor.
    Não conhecia esse livro, mas amei a capa e a sua resenha.
    Parece ser bem quente mesmo!
    Gosto de livros com esse perfil.
    Dica anotada
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia esse livro, adorei a sua resenha.
    Ainda não li nenhum livro do gênero new adult, me interessei por esse livro.
    Talvez futuramente eu resolva ler.

    ResponderExcluir
  4. Oie
    Eu ainda não conhecia este livro e nem essa editora.
    Gostei de conhecer a trama do livro e olha, faz tempo que eu não leio nada do tipo. Fiquei com vontade de ler.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Katielle,,

    Eu li o primeiro livro e as gírias me incomodaram tanto que eu tava com os dois pés atrás pra esse livro, rsr, gostei muito de saber que esse livro não é assim. Sobre o livro, eu achei que tem uma sinopse interessante e com a redução das gírias vou pesquisar mais sobre ele pra ver se leio.

    ;)

    Ah! A capa da V&R é a mais bonita. :D

    ResponderExcluir
  6. Eu acabei de receber o primeiro livro hoje e já estou doida para lê-lo e com a sua resenha fiquei super na expectativa do segundo. Sabe não sei qual é problema das autoras que fazem as meninas cheias de mimimi mas ainda bem que elas capricham nos nossos meninos, resumindo ela nos iludem pois cremos que vamos encontrar um desse pra nós. Outro ponto auto do livro é por ter foco na amizade entre os personagens o que sempre me atraia em livros ^^ Adorei a resenha.

    ResponderExcluir
  7. Oie
    Estou com a história do primeiro livro fresca na minha cabeça e já sai o segundo,que agilidade da editora mesmo.Mesmo eu tendo gostado do livro anterior,aquela coisa do Rule falar "mina" toda hora já tava me irritando.E é uma pena que a Aid esteja chatinha nesse,por que eu gostei bastante dela já o Jet não é o meu preferido,não gosto muito de cantores kkk.Estou ansiosa para o livro do Rome,ele sim não é de se jogar fora e me pergunto por que o Nash não tem um livro pra ele,queria conhecer mais ele.
    beijos

    ResponderExcluir
  8. Kati!
    Que delícia de série/livro.
    Realmente já havia notado sua quedinha pelos protagonistas problemáticos, músicos, cheios de tatuagem e tudo de mais que tem de bom nesses garotos.kkkk
    Achei o livro bem interessante e se há amizade, melhor.
    “Sofremos muito com o pouco que nos falta e gozamos pouco o muito que temos.”(William Shakespeare)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir
  9. Gostei do que li aqui, nao conhecia a Série Homens Marcados, e ja vi que vou gostar desses homens lindos, tatuados e cheio de problemas, hahaha.
    Eu tb sou cheia de namorados literários, a cada novo romance que eu leio eu fico mais doida por um.
    Gosto de narrativas intercaladas e em primeira pessoa, para mim é a melhor maneira de ler.
    Bom saber que o livro trata muito da amizade e companheirismo, pq uma relação a dois nao pode faltar isso ne?!
    Eu amo new adult e depois dessa sua intimação de leitura obrigatória, vou ter q ler e com gosto!

    ResponderExcluir
  10. Não li o livro anterior, na ver nem sabia que existia :S
    Gostei bastante da história, como vc adoro adotar um "mocinho indefeso" rsrsrs, mas o fato da mocinha ser cheia de mimimi me tirou um pouco a vontade de ler, mas como sou brasileira e não desisto nunca vou ler sim!

    ResponderExcluir
  11. Oi Kati ;)

    Suas resenhas me deixam doida para gastar mais com livros, rsrs.
    Acho que protagonistas tatuados e que tocam estão na moda, os três últimos livro que li tinham "mocinhos" (que não são nada mocinhos) assim .. E sempre uma garota inocente que se sente atraída!! Indefeso? Sei, haha ;)
    Beijos!!

    Blog Passeando com os livros

    ResponderExcluir
  12. Oi Katy!

    Eu amei todos eles, todos sem exceção são maravilhosos.

    beijos!!

    ResponderExcluir