6 de janeiro de 2016

O Bangalô - Sarah Jio

Livro: O Bangalô 
Autor (a): Sarah Jio 
Número de Páginas: 320
Editora: Novo Conceito
Compre aqui.

Sinopse: Verão de 1942. Anne tem tudo o que uma garota de sua idade almeja: família e noivo bem-sucedidos.
No entanto, ela não se sente feliz com o rumo que sua vida está tomando. Recém-formada em enfermagem e vivendo em um mundo devastado pelos horrores da Segunda Guerra Mundial, Anne, juntamente com sua melhor amiga, decide se alistar para servir seu país como enfermeira em Bora Bora. 
Lá ela se depara com outra realidade, uma vida simples e responsabilidades que não estava acostumada. Mas, também, conhece o verdadeiro amor nos braços de Westry, um soldado sensível e carinhoso.
O esconderijo de amor de Anne e Westry é um bangalô abandonado, e eles vivem os melhores momentos de suas vidas... Até testemunharem um assassinato brutal nos arredores do bangalô que mudará o rumo desta história.
A ilha, de alguma forma, transforma a vida das pessoas, e este livro certamente transformará você.

RESENHA por Katielle Borba.

Oi gente, tudo bom?

A resenha de hoje é de mais um livro lindo da autora Sarah Jio. O Bangalô foi publicado em novembro pela Editora Novo Conceito.

O Bangalô me conquistou primeiramente pela capa belíssima, depois por ser da Sarah. Sou suspeita para falar sobre os livros dela, pois amo suas histórias lindas, dramáticas e cheias de significados.

O livro inicia nos dias atuais, mas logo somos transportados para 1942, bem na guerra. Anne acaba de se formar em enfermagem e junto com sua amiga Kitty, resolve dar um rumo inesperado para sua vida. As duas partem para Bora Bora, um cenário paradisíaco em meio aos horrores da Segunda Guerra Mundial.

Em Bora Bora, as duas amigas vivem um vida muito simples, muito diferente de suas vidas em Seattle; passam a conviver com muitos homens e isso será determinante para a vida delas. Anne conhece Westry e conforme eles passam momentos juntos fica difícil esconder o amor que sentem um pelo outro. O refúgio deles é um bangalô perdido, perto da praia e que trará muitas alegrias e tristezas para eles.

Bom, estou completamente encantada com este livro. Sarah Jio, através de uma narrativa envolvente, constrói uma historia muito bem desenvolvida e cheia de amor, tensão e emoção. É impossível desgrudar destas páginas, pois somos envolvidos numa aura de suspense que se estende até o final da leitura.

Os personagens principais são Anne e Westry, mas conhecemos outras pessoas que também são importantes para a trama. Somos agraciados pela cumplicidade presente na ilha, pelo bom coração de quase todas as pessoas e pelo lindo amor de Anne e Westry. No princípio ela fica receosa em ter qualquer amizade com ele, pois tem um passado em Seatlle, mas conforme os dias passam fica mais difícil ficarem afastados um do outro. O bangalô abandonado se torna um lugar de encontro e descanso, um local onde por alguns momentos pode-se aproveitar o amor que duas pessoas compartilham.

Como diz a sinopse, um assassinato ocorre na ilha e esse é um dos fatos que nos impulsiona a seguir com a leitura, pois ficamos ávidos para descobrir tudo que aconteceu. Outro fator importante é o tempo. Quanto tempo podemos esperar o amor? O que fazemos enquanto esperamos? Devemos seguir em frente, tocar nossa vida? São tantas questões, tantas situações que em determinado momento parece que não teremos um final feliz.

Outra coisa que gostei muito neste livro foi a ambientação da história. Parecia que eu estava naquela ilha paradisíaca, cheia de mistérios e segredos. A autora nos faz viajar e conseguimos imaginar todos os cenários descritos em O Bangalô.

O trabalho da Editora Novo Conceito está lindo; a capa condiz bem com a história e a diagramação é simples.

Claro que recomendo a leitura deste livro. Estou aguardando ansiosamente que a NC publique outros livros da Sarah, ela tornou-se uma das minhas autoras favoritas.

- Não acredito em contos de fadas, ou em cavaleiros de armaduras brilhantes. Acredito que o amor seja uma escolha. Conhece-se alguém. Gosta-se de alguém. Decide-se por amá-lo. Simples assim.
- Estamos chegando à ilha – começou ela. Estava barulhento dentro do avião e, mesmo ela falando muito alto, eu ainda precisava ler os lábios para entendê-la completamente. – Não se enganem com a beleza; este não é um lugar para luxos – continuou. – Trabalharão e suarão mais do que jamais imaginaram. O calor é duro. A umidade é sufocante. E, se os mosquitos não lhe pegarem, os nativos irão. Os que ficam perto da costa são amigáveis, mas não se aventurem além desse limite. Há aldeias de canibais não muito longe da base.

Leitura recomendada.

Outras capas: 

  

 Postagem válida para o Top Comentarista janeiro.


18 comentários

  1. No começo não fiquei muito interessado no livro pela premissa, mas depois que li sua resenha me apaixonei! Parece não ser um daqueles livros parados só com romance, pois tem esse ambiente da guerra, da ilha, com o assassinato, enfim. Estou ansioso para ler :))
    bookdan.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dan,
      Eu amei este livro e o bom é que ele tem um toque de suspense.
      Espero que leia e goste.
      Beijo.
      Katielle

      Excluir
  2. Kat, eu já vi muito cometários positivos sobre este livro de Sarah, e estaria mentindo se dissesse que minha curiosidade não foi aguçada para lê-lo.
    O livro é cativante desde sua capa, e por sua narrativa se passar em uma época de guerra, envolto de amores, amizade e o mistério da morte faz com que tudo se complete e se torne inesquecível.
    Amei a dica e já adicionei em minha lista de leituras ;)
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alessandra,
      Sou suspeita mesmo para falar desta autora. Até agora amei todos os livros dela e sempre indico.
      Espero que você goste.
      Beijos.

      Excluir
  3. Não sou apegado á livros nesse estilo, mas me interessei pelo fato de que o livro acaba voltando ao ano de 1942, que é um universo bem diferente do que vivemos hoje. Além disso, gostei de saber que os personagens secundários tem importância tanto quanto os protagonistas. Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luis,
      O livro é ótimo e grande parte dele se passa nos anos 40. Como tenho um fraco por históricos, fiquei apaixonada.
      Espero que tu leia e goste dele.
      Beijos.

      Excluir
  4. Oi Katielle!
    Eu adoro os livros da autora!
    No mês passado li Neve na Primavera e tb gostei bastante.
    O Bangalô está na minha lista de desejados. Não vejo a hora de poder lê-lo.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Angélica,
      Adoro esse livro também. na verdade adoro tudo que ela escreve e estou esperando que a Editora publique outros livros por aqui.
      Beijos.

      Excluir
  5. Kati!
    Sou bem fã da autora, já li outros 2 livros dela e a forma como escreve é maravilhosa.
    Gosto porque ela vai do presente ao passado e depois retorna tornando a história fantástica e unindo as personagens através dos anos.
    Foi uma das minhas melhores leituras no final do ano passado.
    “O homem comum fala, o sábio escuta, o tolo discute.” (Sabedoria oriental)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participe do TOP COMENTARISTA de Janeiro, são 4 livros e 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rudy,
      Isso mesmo, ela é ótima.
      Que bom que você gostou da história tanto quando eu.
      Beijos..

      Excluir
  6. Oi Katielle, eu achei a sinopse super interessante o livro parece ser bem leve daqueles que da gosto de ler do começo ao fim com certeza vou ler e você fez uma resenha incrível bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fernanda,
      Leia sim, a história é ótima, tenho certeza que irá gostar.
      Beijos.

      Excluir
  7. Oi, Kati!
    Sempre fui apaixonada pelos livros da editora Novo Conceito, eles capricham muito nas capas e como sou apaixonada por romances, a NC é uma das minhas editoras favoritas. Mas meu amor verdadeiro mesmo é pelos romances de época, rsrs e como você disse na resenha que ele volta pra 1942, fiquei muito curiosa!
    O Bangalô realmente tem uma sinopse chamativa. Já havia visto a capa durante minha busca por promoções mas não havia chegado a ler do que ele tratava. Nunca li nada da Sarah Jio, mas mudarei isso em breve e começarei por esse livro, fiquei muito curiosa pra saber o que acontece, quem foi assassinado e como isso influenciou no relacionamento da Anne e do Westry. Ótima resenha!
    Beijinhos <3

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. A capa é realmente linda. A primeira das outras três também. Quando vi esse livro não sabia o que esperar dele então foi bom ler sua resenha. Achei que a história parece ser simples apesar de tudo e me interessei bastante.

    beijos
    http://pobreleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Eu nunca li nada da autora, mas quero muito. Faz me estilo e me lembra muito a autora Kristin Hannah, de quem sou fã.
    Já me chamou a atenção porque o romance se passa em meio a guerra, apesar de ser numa ilha afastada... eu gosto quando uma estória é ambientada nessa época.
    Eu achei a capa linda, adorei sua resenha e este livro será uma das minhas aquisições este ano com certeza.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Faz tempo que estou com vontade de ler esse livro, mas ainda não tive a oportunidade, ouvi vários comentários positivos dessa autora, sem falar na capa que eu achei linda. Espero ler em breve!

    ResponderExcluir
  12. Livros se passa em uma ilha paradisíaca na década de 40? Preciso urgentemente ler! Adorei a resenha e confesso que se não fosse por ela eu não me interessaria pelo livro.

    ResponderExcluir