18 de março de 2016

Blogagem Coletiva - Profundo e Intenso de Robin York e Editora Arqueiro

Oi pessoal, tudo bem?

No mês de março a Editora Arqueiro lança os livros PROFUNDO e INTENSO da autora Robin York. O tema dos dois livros é vingança pornô (revenge porn), algo que frenquentemente é noticiado na mídia.


No Brasil, já temos a Lei Carolina Dieckmann que foi criada depois que o caso da atriz ganhou proporção por aqui. Além disso, o Senador Romário também tem um projeto de lei para regulamentar esse tipo de crime.

A internet está cheia de reportagens sobre este assunto e quero dividir um que encontrei com vocês. Trata-se de um aplicativo criado pela polícia do Piauí que tem o objetivo de orientar as vitímas. Confiram:

A Polícia Civil do Piauí desenvolveu um aplicativo para telefone celular para orientar vítimas de vingança pornô, que tiveram imagens íntimas publicadas na internet indevidamente. O aplicativo "Vazow" está disponível para download na PlayStore desde esta terça-feira (8 de março), e pode ser baixado por mulheres e homens vítimas do crime de "revenge porn".
O aplicativo funciona apenas em aparelhos com o sistema Android, porém, em breve, deverá está disponível no sistema iOS. 
O "Vazow" possui orientações de como evitar ser vítima da vingança pornô, links para exclusão do conteúdo publicado indevidamente, legislação, locais para denúncia virtual, além de endereços de delegacias especializadas para que providências policiais sejam tomadas em relação ao caso.
O aplicativo foi desenvolvido pelo Núcleo de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública do Estado, localizado em Teresina. Segundo os policiais responsáveis pelo "Vazow", eles perceberam que um grande problema enfrentado pelas vítimas da vingança pornô é a dificuldade para apagar os conteúdos publicados indevidamente, por isso decidiram criar um aplicativo para facilitar o combate a esse crime.

Mulheres são maioria das vítimas.
A delegada Eugênia Villa destaca que a polícia observa que as mulheres são a maioria das vítimas da vingança pornô, principalmente ao término de relacionamento.
As mulheres são os principais alvos de vazamentos de fotos e vídeos íntimos. Termina o relacionamento e o parceiro, para se vingar, acaba publicando fotos e vídeos em redes sociais.
A polícia orienta às vítimas de vingança pornô que qualquer delegacia pode registrar boletim de ocorrência --não apenas as delegacias de crimes virtuais.

A internet não é uma terra sem lei. O Marco Civil da Internet foi um avanço nesse sentido. Os crimes que punem de acordo com o Código Penal também podem ser aplicados ao meio eletrônico e serem julgados pelas mesmas penas. Por isso, mulheres vítimas denunciem. Eugênia Villa, delegada.


Este assunto é bastante delicado, mas está em pauta nas nossas vidas. Vocês conhecem alguém que já passou por isso? Pessoalmente nunca conheci ninguém, mas já ouvi muitas histórias sobre o assunto.

Abaixo as capas, sinopses e links de venda dos livros.

Skoob
Profundo - Robin York.
Caroline Piasecki vê sua vida se transformar em um pesadelo quando o ex-namorado espalha fotos dela nua na internet. De uma hora para outra, sua reputação é arruinada e o futuro promissor que a aguardaria após a faculdade já não parece tão garantido. Desesperada, ela tenta fazer com que as imagens sumam da rede e, ao mesmo tempo, procura se defender da multidão de pessoas que a julgam.
Um dia, quando um cara que ela mal conhece sai em sua defesa e dá uma surra em seu ex-namorado, tudo muda. À primeira vista, West Leavitt é a última pessoa de quem Caroline deveria se aproximar – ele tem um ar sombrio e ganha a vida de forma ilícita. Ela, por sua vez, é o tipo de garota que West sempre tentou evitar. Rica e privilegiada, jamais entenderia as dificuldades pelas quais ele já passou.
Mesmo com todas as diferenças, os dois se tornam amigos. Com Caroline, West sente que fará de tudo para ser um homem melhor, e ela encontra nele a força para reagir. Quando parece impossível resistir à paixão avassaladora, West e Caroline descobrem que às vezes a única opção que resta é ir mais fundo.

Intenso - Robin York.
A vida de West Leavitt foi do céu ao inferno em poucos meses. Ele achava que era possível ter um futuro melhor, mas acabou retornando para os dramas diários de sua família. Agora, em meio a uma tragédia, o rapaz não sabe o que fazer para ajudar Frankie, sua irmã caçula. Quando ele está prestes a desmoronar, só uma pessoa lhe vem à mente: a jovem segura e determinada que ele um dia pensou merecer.
Longe dali, Caroline Piasecki sonha mais uma vez com West: a pele contra o seu corpo, o cheiro dele, a mão deslizando pela sua barriga... Mas sonhos são apenas sonhos. Ela sabe que o ex foi embora e não vai voltar. Por mais doloroso que seja, Caroline precisa se esquecer do tempo que passaram juntos. Até que seu celular toca e um West transtornado está do outro lado da linha. Sem pensar duas vezes, Caroline vai ao seu encontro.
Só que muita coisa mudou desde que eles terminaram. West tenta afastar Caroline de sua vida de todas as maneiras. Ao mesmo tempo, o desejo que sentem um pelo outro parece ter ficado até mais forte no período em que estiveram separados. West ainda sente algo por ela, mas não se considera uma boa companhia para ninguém. Caroline quer estar nos braços de West, mas sabe que deve partir para que ele não sofra.
Nesse embate de emoções, eles precisarão encontrar os próprios caminhos e descobrir: por mais intenso que seja o laço que os une, ainda é possível um recomeço?


Nota da autora:


23 comentários

  1. Olá!

    Já havia lido a sinopse desses dois livros, achei muito interessante, mas nesse post pude perceber uma coisa que ainda não tinha caído a ficha.. Essas coisas acontecem na vida real!
    Por mais absurdo que seja, tem muita gente que divulga fotos/videos sem autorização. Isso deve sim ser tratado como crime e as autoridades tem que dar mais atenção a isso.
    Gostei muito da atitude da Polícia Civil do Piauí, creio que esse aplicativo que desenvolveram ajudará muitas pessoas.

    ResponderExcluir
  2. Oi Katielle.

    Esse post foi muito esclarecedor.
    Me lembro de quando isso aconteceu com a Carolina Dieckmann e de toda repercussão que causou. Mas não fazia ideia dessa lei.
    Esse é um assunto muito delicado, e as mulheres são as principais vítimas.
    Não consigo imaginar quão horrível desse ser passar por uma situação
    dessas.
    Infelizmente as pessoas acham que podem publicar qualquer coisa na internet e ficarão impunes. Fico feliz que isso esteja mudando, mas acho que ainda falta muito caminho pra percorrer.
    Quando vi esses lançamentos, fiquei bastante curiosa, exatamente por se tratar desse assunto.
    Não é porque um relacionamento acaba que dá direito da pessoa tomar essa atitude. Isso só mostra bem a falta de caráter dessa pessoa.
    E deve ser punido, sim.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Oi Kati!
    Já tinha lido a sinopse, mas não tinha me ligado na gravidade do assunto. Vc tem toda razão, é crime!!!! Eu tinha conhecimento sobre essa lei em si, mas não conheço ninguém que tenha passado por isso, só sei que existe muito por aí, o que é lamentável. Já tinha me interessado em ler os livros antes, agora fiquei com mais vontade ainda. Vou ler os 2 com certeza, ainda bem que lançaram juntos, rsrs.

    ResponderExcluir
  4. Olá! Não sabia que esses livros abordavam essa temática, a qual tb tinha pouco conhecimento, tanto quanto sua nomenclatura. Post super interessante, com certeza quero ler esses lançamentos!

    ResponderExcluir
  5. Essa semana eu vi a sinopse desse livro e fiquei muito feliz sobre o que se tratava ele,pois não é muito comum ver o tema de vingança pornô abordado nos livros.

    Super legal essa leitura coletiva como forma de conscientização também,fico feliz pelos blogs que aderiram!!

    Eu não estava sabendo sobre esse aplicativo Vazow,muito bem bolado a criação dele para ajudar as vítimas desse crime. E bem dito,principalmente as mulheres sofrem,quer dizer todos os casos que eu já vi até hoje o pato só sobrou para a mulher mesmo,infelizmente,o que é um reflexo de uma sociedade em grande parte machista,que até mesmo outras mulheres ao invés de se solidarizar com a outra,acaba entrando na "onda" e criticando e até repassando os vídeos. Outro grande problema,repassar o vídeo te torna também cúmplice de toda essa sujeira.

    Aguardo opiniões sobre os livros,vai ter bastante pelo visto.

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Katielle, eu achei muito importante o tema abordado pelos livros Profundo e Intenso, um ato como esse deve ser considerado crime sem dúvida alguma, e deve entrar em vigor o quanto antes.
    Não conheço ninguém que passou por isto, mas pensar que não importando quem divulgue esse tipo de foto, quem é sempre ferida e mal falada é a mulher e aqueles que convivem com ela, é realmente revoltante.
    É uma ótima iniciativa, ótimo post e espero ver em breve uma resenha dos livros.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  7. Hey!
    vi que a divulgação destes livros está bem grande,mas ainda não tinha lido nada pra ver do que se tratava a história e caramba isso é um assunto sério! Ter sua vida intima exposta a todos sem que você nem imagine deve ser terrível..
    Já presenciei uma colega de classe minha, que gravou um video pra um menino nua e ele compartilhou com toda a escola.. Foi vamos dizer,constrangedor pra ela e muito estranho pra gente já que se tornou uma baita confusão dos familiares,ela até mudou de cidade e tal..
    Bjos ^^

    ResponderExcluir
  8. Katielle,achei bastante interessante e válido esse aplicativo ´´Vazow``,com certeza contribuirá para diminuição desse tipo de crime tão repugnante e baixo em sua dimensão.Quanto aos livros com certeza estão em minha lista de desejados.Beijinhos!!!

    ResponderExcluir
  9. Confesso que não sei se leio esses livros por achar o tema muito...revoltante? Me dá um troço quando vejo casos assim, fico tão enojada com esse tipo de atitude...
    Não sei se um livro com esse tema vai me agradar, mas a nota e o texto esclarece bem qual é a intenção da autora. Abrir os olhos do leitor, fazer questionar e entender a injustiça por trás disso, conscientizar. Vou esperar por resenhas deles pra saber se vale a pena conferir.

    ResponderExcluir
  10. Não conheço alguém que tenha sido vítima de porno revenge, mas já li muitos casos e o desfecho da maioria foi bem ruim. Cada um é livre pra fazer o que quer e isso não dá a ninguém o direito de expor a intimidade de outro. Não sei se teria coragem de fazer fotos ou vídeos íntimos pq, devido a ter lido tantos casos, entro em pânico só de pensar que eu poderia ser uma das vítimas.

    ResponderExcluir
  11. Kati!
    Não sou muito a favor de vingança, seja ela de que tipo for, entretanto, após ler a nota da autora, fiquei bem interessada em ler e ver como tudo se desenrola.
    “Saber de cor não é saber: é conservar aquilo que se deu a guardar à memória.” (Michel de Montaigne)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de março com 4 livros 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  12. É um assunto bem complicado mesmo! Na cabeça da maioria das pessoas, a culpa é ainda da pessoa que tira a foto, não daqui sai compartilhando por aí.

    ResponderExcluir
  13. É um assunto bem complicado mesmo! Na cabeça da maioria das pessoas, a culpa é ainda da pessoa que tira a foto, não daqui sai compartilhando por aí.

    ResponderExcluir
  14. Gostei muito da sinopse desses dois livro, tema super discutido atualmente, parece que viro moda fazer isso, já estou doida pra conferi essa história.

    ResponderExcluir
  15. Achei muito legal essa campanha de divulgação!!! Adorei saber que os livros abordam um tema tão importante e que é tão pouco falado e que infelizmente acontece muito.
    E é claro que já adicionei a duologia lista, beijo!

    ResponderExcluir
  16. Adorei a camapnha!!!E a segunda capa???Morri...rsrsrs

    ResponderExcluir
  17. Oiee, tudo bom?
    Devo dizer que amei a temática escolhida pela autora, pois eu acho que esse assunto deve sim ser falado, quantas mulheres não sofrem esse tipo de vingança e não recebem justiça? irei ler os livros assim que me for possível, e a autora esta de parabéns com essa campanha.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  18. Confesso que quando vi os livros nos lançamentos do mês não tinha lido a sinopse e pensei que era só mais um livro de romance!
    Chocada, nunca pensei que fosse abordar um tema tão delicado. Pretendo ler o livro e entender um pouco a história.

    ResponderExcluir
  19. gente eu achei bastante interessante essa blogagem coletiva, o tema dos livros é bastante pesado, não faz muito o meu estilo de leitura, sei lá, a questão de vingança é sempre complicado e ainda mais na net que o povo acha e age como terra sem lei.
    mas é bom alguém ter coragem de mostrar para tentar alertar para o tema

    ResponderExcluir
  20. Realmnete vai ser uma leitura interessante essa, eu nunca li livros com esse tema, que acontecem com várias pessoas ao redor do mundo e que muitas vezes essas pessoas que sofrem isso não vem a justiça. Será interessante ver um tema tão delicado sendo trabalhado em um livro e ainda mais interessante ver como será trabalhado nele pela escritora, estou muito ansiosa para ler esse livro.

    ResponderExcluir
  21. Olá!
    Muito interessante e atual a premissa desses livros, nunca li nada com essa pegada, nem sei se tem mais algum que lide com esse tema.
    A gente acaba vendo isso acontecer com tanta gente que é muito bom ter livros abordando o assunto.
    Fiquei curiosa para ler.
    Bjokas!

    ResponderExcluir
  22. N gostei do segundo livro. A Caroline n tem amor próprio. O West faz um boquete na coroa na pra ela escutar sei que é pra ela afastar ela mais n precisava disso aí acabou com. Meu encanto aí ele volta pra universidade em ela fica que nem cachorro no cio atrás dele se fosse ela n perdoava então deixava ele correr atrás de mim. Até parei na metade do livro.

    ResponderExcluir
  23. N gostei do segundo livro. A Caroline n tem amor próprio. O West faz um boquete na coroa na pra ela escutar sei que é pra ela afastar ela mais n precisava disso aí acabou com. Meu encanto aí ele volta pra universidade em ela fica que nem cachorro no cio atrás dele se fosse ela n perdoava então deixava ele correr atrás de mim. Até parei na metade do livro.

    ResponderExcluir