13 de outubro de 2016

Nem Tudo Será Esquecido - Wendy Walker

Livro: Nem Tudo Será Esquecido (All Is Not Forgotten)
Autor (a): Wendy Walker
Número de Páginas: 288
Editora: Planeta
Compre aqui.

Sinopse: Um dos suspenses psicológicos mais elogiados nos Estados Unidos Tudo parece perfeito na pequena Fairview, em Connecticut, até a noite em que a adolescente Jenny Kramer é violentada durante uma festa. Nas horas posteriores, ela é medicada com uma droga controversa para que as memórias da violência sejam apagadas. Mas, nas semanas que se seguem, enquanto se cura das dores físicas, Jenny percebe que guardou nuances daquela noite. O pai, obcecado por sua incapacidade de descobrir quem abusou de sua filha, busca justiça, enquanto a mãe tenta fazer de conta de que o crime não abalou seu mundo cuidadosamente construído. Segredos da família e do círculo próximo começam a vir à tona durante a busca incessante pelo monstro que invadiu a comunidade – ou que talvez sempre tenha estado lá –, guiando este thriller psicológico para um fim chocante e inesperado.

RESENHA por Katielle Borba.

Oi, pessoal!

Hoje a resenha será do livro Nem Tudo Será Esquecido da autora Wendy Walker e publicação da Editora Planeta.

Já faz alguns dias que li este livro e ainda não sei direito o que pensar sobre ele. Ultimamente tenho gostado muito de thrillers psicológicos, daqueles que mexem com nossa imaginação e nos fazem ficar com um misto de ansiedade e desespero.

Nem Tudo Será Esquecido conta a história de Jenny Kramer, na verdade o livro trata do estupro desta garota. Logo no primeiro capítulo acompanhamos a crueldade que aconteceu com ela, que não passa de uma adolescente que estava tentando se divertir na fatídica noite. O livro todo gira em torno de tentar encontrar o estuprador e de fazer com que essa garota, talvez, se recupere do acontecido.

O livro é narrado por um desconhecido; depois de muitos capítulos no escuro é que enfim conhecemos a identidade dele (a), claro que não irei revelar se não estragaria a surpresa. Essa pessoa nos apresenta a história de forma completa e concisa; através da sua narrativa acompanhamos os acontecimentos de vários ângulos e por várias pessoas. A narrativa se dá de forma lenta e pesada, pois são muitos acontecimentos ao mesmo tempo; demorei um pouco para ler todo o livro, pois os diálogos são poucos e também temos muitos termos e explicações que precisam ser absorvidos.

Apesar de o livro ser um tanto lento, a história é instigante, nos faz ficar curiosos e apreensivos pelo que está por acontecer. O narrador é parte fundamental na trama e a partir de determinado momento ele passa a manipular tudo e todos, e foi aí que comecei a me sentir desconfortável com ele. A trama do livro nos envolve, em um momento estamos achando uma coisa, em outro tudo muda e ficamos tentando entender o que aconteceu. Além de acompanharmos o desfecho da história de Jenny, o narrador também nos apresenta outras histórias paralelas, que se entrelaçarão com a de Jenny no final. É quase difícil largar o livro para qualquer coisa, pois os acontecimentos vão sendo desvendados e cada vez que issocontecia eu pensava: meu Deus...

A rachadura que o acontecimento deixou na família Kramer foi imensa. Uma família que parecia perfeita aos olhos dos outros começa a desabar, e segredos há muito tempo escondidos começam a aparecer e isso também influencia no final da história.

E aí temos o tão temido desfecho. Juro que fiquei de queixo caído, pensei: PQP! (desculpe o termo). Sério, até o momento é difícil de acreditar. Tem gente que não irá gostar, mas eu achei diferente de tudo que li. Durante a história são soltas pequenas pistas, mas nem no meu sonho mais louco imaginei que seria o que foi revelado; o que me deixou mais chocada foi o motivo. Eu gostei, mas mesmo assim senti uma ponta de frustração. Sei que pareço louca gostando do final e me sentindo frustrada, mas é assim que me sinto até agora.

Enfim, recomendo a leitura. Este livro foi uma surpresa tanto pelo final quanto pela narrativa. Foi o primeiro que li onde a pessoa que seria o principal não narra, fica como coadjuvante da história. Acho que para quem gosta de thrillers vale a pena investir na leitura. A Editora Planeta manteve a capa original e ela está lindíssima e isto é outra coisa boa, até o material da capa é diferente dos outros livros que tenho na estante.

As sementes da dúvida crescem como erva daninha quando faz sol. Quando tem água. Quando o solo é fértil.

Leitura recomendada.

Outras capas:

   
 


5 comentários

  1. Oi Kati, não consegui decidir se esse livro iria prender minha atenção, a premissa é interessante mas o fato de ter pouco dialogo e de não sabermos quem narra por boa parte do livro me preocupa. Contudo sua resenha me deixou curiosa sobre o desfecho e vou pensar se embarco ou não nessa leitura que tem um tema polêmico, afinal é triste quando lemos sobre um crime tão horrendo como é o estupro :/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lili!
      Pois é, não sei se tu iria gostar também kkkkkkk
      Achei a história bem interessante e quem sabe algum tu leia...
      Beijo.

      Excluir
  2. Oi Kati, adorei a resenha e ela me despertou ainda mais o interesse por esses livros diferentes e que mexem com a gente de uma forma difícil de explicar... Por mais livros esquisitos! kkkkk Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii,
      É né, no momento só quero ler livros assim kkkkkkkkkkk
      Beijo.

      Excluir
  3. Ai que resenha. Já tinha visto esse livro acho que foi aqui no blog mesmo em um post de lançamentos, mas nunca cheguei a vê-lo outra vez. Fiquei surpresa com a resenha e super afim de ler, como estudante de psicologia que sou gosto de livros assim, que te faz ansioso e receoso pelo final hahah, quero ler, não sei qual será minha reação, pois gosto de finais felizes, mas com um livro desses não há o que esperar né. Enfim, adorei a resenha, beijos.

    ResponderExcluir