9 de janeiro de 2017

Escândalo de Cetim - Loretta Chase

Livro: Escândalo de Cetim 
(Scandal Wears Satin)
As Modistas #2
Autor (a): Loretta Chase
Número de Páginas: 272
Editora: Arqueiro
Compre aqui.

Sinopse: Irmã do meio entre as três proprietárias de um refinado ateliê de Londres, Sophia Noirot tem um talento inato para desenhar chapéus luxuosos e um dom notável para planos infalíveis. A loura de olhos azuis e jeito inocente é na verdade uma raposa, capaz de vender areia a beduínos. Assim, quando a ingênua lady Clara Fairfax, a cliente mais importante da Maison Noirot, é seduzida por um lorde mal-intencionado diante de toda a alta sociedade londrina, Sophia é a pessoa mais indicada para reverter a situação.
Nessa tarefa, ela terá o auxílio do irmão cabeça-dura de lady Clara, o conde de Longmore. Alto, musculoso e sem um pingo de sutileza, Longmore não poderia ser mais diferente de Sophia. Se a jovem modista ilude as damas para conseguir vesti-las, ele as seduz com o intuito de despi-las. Unidos para salvar lady Clara da desonra, esses charmosos trapaceiros podem dar início a uma escandalosa história de amor... se sobreviverem um ao outro.
Em Escândalo de Cetim, segundo livro da série As Modistas, Loretta Chase nos presenteia com um dos casais mais deliciosos já descritos. Além de terem uma inegável química, Sophia e Longmore são divertidos como o rodopiar de uma valsa e sensuais como um corpete bem desenhado.

RESENHA por Katielle Borba.

Oi, gente!

A resenha de hoje é do livro Escândalo de Cetim da autora Loretta Chase e publicação da Editora Arqueiro. Este é o segundo volume da série As Modistas.

A série gira em torno de três irmãs proprietária de um ateliê em Londres, o Maison Noirot. No primeiro livro acompanhamos a saga delas em busca da cliente perfeita, a pessoa que colocaria o ateliê e as criações delas no mapa. Essa cliente é a Lady Clara Fairfax que também é personagem recorrente neste segundo livro.

Em Escândalo de Cetim conhecemos um pouco mais de Sophia Noirot, a irmã que cria os chapéus e quem também pode vender gelo até para os pinguins. A Sophia é um mulher multitarefas; ela faz tantas coisas e está em tantos lugares que não sei de onde tira tempo para dormir. Ela é uma pessoa maravilhosa de coração, gosta de ajudar os necessitados e o seu sonho é ver o ateliê ter o reconhecimento que merece. O problema é que depois dos acontecimentos do último livro as coisas não estão tão boas para as irmãs e elas terão que trabalhar dobrado para sair da situação em que se encontram. Para piorar, a cliente favorita delas, Lady Clara, está em apuros e cabe a Sophia ajudá-la. Claro que ela não fará isso sozinha, Sophia contará com a ajuda do conde de Longmore, irmão de Clara.

Estou adorando essa série; em meio a costuras, vestidos lindos, fofocas e planos infalíveis me divirto como nunca com as loucuras das Noirot. A narrativa da autora é um pouco mais lenta do que estou acostumada, mas mesmo assim fico cativada com os acontecimentos, curiosa para saber o que virá na próxima página. São tantas coisas acontecendo na trama, tantas reviravoltas, planos, fugas e disfarces que é até difícil acreditar que este livro tem apenas 272 páginas.

Os personagens são carismáticos e os diálogos inteligentes; a trama é clichê, eu já esperava pelo final, mas até chegar nele foi difícil, tive a sensação que as páginas iriam acabar e nada iria se resolver. Esse foi um dos livros que me deixou mais tensa com o desfecho, achei tudo muito corrido, eu esperava mais algumas páginas, senti falta de um personagem e espero que ele apareça nas próximas publicações.

Quanto ao conde de Longmore, meu Deus, que homem frustrante! Ele é um sedutor, mas com Sophia não tem um pingo de sutileza, deve ser porque o que ele mais quer é vê-la despida. Eles passam por tantas coisas juntos que se eu contar vocês não acreditariam, nem o conde acreditava. Conforme a convivência deles aumentava Longomore ficava mais surpreso com Sophia, ela tem tantas facetas que até para ele era difícil acompanhá-la.

Ele, como um homem rico, acha que tudo tem que estar a sua disposição, inclusive as mulheres. Em muitas passagens do livro ele deu a entender que as mulheres não poderiam fazer coisas que os homens fariam, principalmente quando a irmã dele quebra todas as convenções, mas lá estava Sophia, para lhe calar a boca e mostrar que a mulher pode sim, fazer o que quiser. Acredito que a autora bateu bastante neste assunto para mostrar como era a realidade daquela época, pois lemos esses livros, ficamos apaixonadas e encantadas, mas a realidade era bem diferente.

Enfim, adorei a leitura! Espero ansiosamente pelo terceiro livro. Se você ainda não inciou a série, pode começar, não irá se arrepender.

Leitura recomendada.

Longmore passou por ela, mas não saiu. Em vez disso, bateu a porta na cara do lacaio. Ele jogou no chão as luvas e o chapéu, e a tomou nos braços. 
– Ah, não, não vai, não – disse ela. – Você não vai bancar o macho dominador em cima de mim, seu miserável. – Sophia bateu no peito de Longmore. – Ponha-me no chão! 
- O amor não vai encontrar espaço em minha vida. Não sou como você. Não sou sensível. Se o amor quiser tomar conta de mim, ele terá que se esforçar mais. Além de me dar um coice no traseiro, terá que me amarrar e me bater para poder chegar ao meu cérebro.

As Modistas:
02. Escândalo de Cetim;
03. Volúpia de Veludo;
04. Romance Entre Rendas.

Outras capas:

   




5 comentários

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Oi, como vai? Eu amo romances de época e ainda me falta ler este volume. Também acho o ritmo da narrativa da Loretta meio lento, mas acabo gostando do mesmo jeito de seus livros. O legal das personagens dela é que todas não são convencionais, e isso surpreende o leitor que está cansado daquelas menininhas frescas e da alta roda.
    Beijo! Leitora Encantada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Miriã!
      Tudo bem :)
      Você vai gostar do livro, a Sophia é diferente dessas mocinhas frescas mesmo. Mesmo a narrativa sendo mais lenta, acho envolvente e estou ansiosa pelos próximos volumes.
      Beijo.

      Excluir
  3. Oi Kati, eu tô gostando demais dessa série e gostando muito de Loretta pois ela escreve sobre mocinhas independentes, batalhadores e a frente de seu tempo, nesse livro vemos que Marceline mesmo casada, ainda quer trabalhar e eu amei isso. Sophia é uma protagonista tão obstinada quanto a anterior e também muito divertida, gostei muito desse livro e me peguei rindo das armações dela e de Longmore em diversos momentos. Super resenha Kati, livro ótimo ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lili!
      Esse livro é tão amor né?
      Estou adorando as irmãs, mas a cada livro que passa minha curiosidade aumenta muito, fico só pensando o que mais a Lady Clara pode aprontar....
      Obrigada pelo carinho de sempre.
      Beijo.

      Excluir