16 de janeiro de 2017

Uma Dama Imperfeita - Lucy Vargas

Livro: Uma Dama Imperfeita
Os Preston #2
Autor (a): Lucy Vargas
Número de Páginas: 384
Editora: Charme 
Compre aqui.

Sinopse: Com seu futuro e sua reputação em risco, Bertha Gale descobre que nem a dama mais perfeita do baile consegue fugir do escândalo quando ele quer tomar seu coração e revirar sua vida, despertando paixão e ruína por onde passa.
Determinada a viver o seu primeiro amor, mas com o coração despedaçado, Bertha decidirá entre fugir ou se entregar e sobreviver às consequências.
Eric Northon, Lorde Bourne, é um escândalo ambulante. E tem mais problemas do que conta. Último herdeiro dos Northon, ele podia aprontar de tudo na temporada. Desde que se casasse no final. Ele só não podia se encantar pela dama mais perfeitamente imperfeita da cidade. E decidir arrebatá-la. Para sempre. Sem medir esforços ou consequências.
Divirta-se com o grupo mais mal falado e cheio de apelidos que Londres já viu. Ninguém sairá impune da inesquecível temporada de 1816.

RESENHA por Luciana Corrêa da Silva.

Oi pessoal, tudo bem?

Hoje trago um livro maravilhoso, Uma Dama Imperfeita, obra da brasileira Lucy Vargas e publicação da Editora Charme.

Terminei o livro e estou aqui a me perguntar o que faço da minha vida agora?… Eu já havia gostado muito do primeiro livro, chamado O Refúgio do Marquês (você pode ler a resenha clicando aqui), mas agora a autora atingiu outro patamar e já explico o porquê.


O foco do segundo livro da Série Os Preston é a Bertha, melhor amiga de Lydia, que é filha de Henrik e Caroline, o casal da primeira história. Quem leu o primeiro (e eu indico que o faça) vai entender tudo e também saber pelo que elas passaram juntas na infância. Mas agora Lydia está a debutar em sua primeira temporada em Londres e Bertha é a companheira ideal para a filha de um Marquês, pois foi criada com modos e educação impecáveis, apesar da origem humilde. A moça é tão ciente de seu lugar que não quer nada mais que acompanhar a amiga e ajudá-la a fazer um bom casamento. Bertha já tem planos de fazer um casamento (se possível) bem modesto, com algum moço da vila onde moram seus pais e, enquanto isso não acontece, ela será uma preceptora, a melhor. Ajudar Lydia durante a “louca” temporada em Londres alavancará a sua carreira.

O que Bertha não sabe é que ela não comanda o destino, que coloca em seu caminho o “Diabo Loiro”, o Conde-Visconde mais encantador e apaixonado que existe.

Lorde Bourne é um personagem incrível. Ele é o que é; sem ser presunçoso ou arrogante, sabe o que quer assim que coloca os olhos na Srta. Gale. Ele tem plena consciência de que não pode mais viver sem ela, só que Bertha sabe o seu lugar e não será dissuadida por nada nem ninguém. Enquanto a lindeza maravilhosa de Eric Northon faz de tudo para encantá-la, a moça só quer saber de fugir dos escândalos e falatórios e, quanto mais ela tenta escapar, mais afunda.

O livro é uma obra completa. Quando nos faz pensar que a história ficará só na vida das jovens, a autora nos traz todo um universo jovem, que convive em uma sociedade em transformação. Esses jovens personagens (secundários) são maravilhosos, eles adoram estar juntos, usam apelidos engraçados que nos arrancam gargalhadas, mas quando menos esperamos estamos novamente dentro de Bright Hall, em meio à família Preston e todos os problemas que eles passarão até que lágrimas escorram por nosso rosto.

Levei um tiro e não sei ainda como e nem quando me recupero dessa leitura. Se alguém tinha alguma dúvida quanto à Lucy ser uma escritora fabulosa, digna de atenção internacional, não tenha mais. Ela demonstrou notável pesquisa e saber e complementou a história com uma nota final que deixou tudo ainda mais perfeito.

É uma história maravilhosa, onde o envolvimento dos personagens não é nada fácil, nem descomplicado, mas quanto mais lemos, mais nos encantamos. Nós, leitoras brasileiras, temos de erguer as mãos para o céu e agradecer por termos escritoras de romances de época que não deixam nada a desejar para as grandes autoras americanas. Que orgulho!

O Senhor não vai contar nada disso – instruiu Bertha.
Ele virou o rosto para ela, novamente com aquela expressão de interesse e diversão.
– Quero a minha parte em danças – ele informou.
– O Senhor já pediu isso – ela lembrou.
– Agora são duas, uma por ajudar e outra por acobertar – explicou.
– Seu salafrário! – exclamou Lydia.
– Aceito seu pagamento dividido em bailes diferentes, para não chamar muita atenção – ele continuou.

Deliciem-se com esta obra prima, de efeito marcante, onde seus sentimentos não serão poupados.

Até a próxima, beijinhos.

Os Preston:
02. Uma Dama Imperfeita.


7 comentários

  1. Oi Lu, começo dizendo que Lucy me ganhou no primeiro livro dessa série e que tava aguardando ansiosa essa continuação, mas confesso que fiquei um pouquinho triste, pois esperava que esse fosse o livro da Lydia (amei essa personagem no livro anterior) e agora vou continuar roendo as unhas de ansiedade pelo próximo livro haha. Dito isso, tô aguardando chegar o meu livro desse que já adquiri e vai furar fila quando chegar e sei que assim como você vou amar, aliás já amo e quero conhecer o “Diabo Loiro” e rever alguns personagens incríveis :D Amo tuas resenhas, sempre lindas :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lily, eu é que adoro sua amizade, refletida sempre em comentários carinhosos e que animam meu dia... Não fique triste pela história não ser ainda a da Lydia, ela aparece muito nessa história e já tem algo encaminhado para o livro dela. Acho que vamos nos divertir horrores, kkk O diabo loiro, o lorde bidoginho, o lorde pança... todos eles estão muito bons em seus papeis, deixando o livro incrível. Eu amei e tenho certeza de que vc também vai gostar muito. Obrigada, sempre... Beijo

      Excluir
  2. Lu,eu AMOOOOOO a Lucy Vargas,sou apaixonada por sua série contemporânea Ward <3 <3 e não sei como nenhuma editora publicou os livros dessa série ainda :( !!! Ainda bem que ela disponibiliza os livros físicos no seu site p/ compra,se não eu ia pirar!!
    Enfim,estou doidaaaa p/ ler essa série histórica,se ela for metade do que foi nos contemporâneos seus livros já serão um arraso,mas pelo visto ela está indo muito bem nesse estilo,e como histórico é meu estilo preferido,imagina o nível de felicidade quando soube que ela iria escrever uma série histórica né?! Quando o autor é bom ele arrasa em qualquer estilo =D

    Adorei a resenha,mais ansiosa ainda p/ ler *-* E bem isso Lu,ela não deixa devendo em nada a autores estrangeiros! Tenho muito orgulho dela,ainda mais que acompanhei,através de suas redes sociais,como ela se empenhou para contextualizar bem o romance de época e é bom quando o autor se preocupa c/ todos os detalhes p/ entregar uma obra bem feita ao leitor :))

    PS: Gostei desse trechinho,o mocinho aparenta ser daqueles c/ atitude,disposto a tudo p/ laçar a mocinha arredia kkk #amoo
    Bjsss :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dani, eu já sou doida lendo só dois livros dela, fico a imaginar a maravilha que seja ler esses contemporâneos... Aiaiai... me deixou louca de vontade de ler! Agora vou atrás... Obrigada pelo comentário e pelo carinho, beijo.

      Excluir
  3. Mais uma resenha linda!
    Tô lembrando aqui das nossas risadas kkkkkkkkkkk
    Pretendo ler esse na próxima semana, acho que vou gostar mais que do primeiro.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  4. Quantos livros compoem essa serie?

    ResponderExcluir