17 de março de 2017

Os Mistérios de Sir Richard - Julia Quinn

Livro: Os Mistérios de Sir Richard
(The Secrets Of Richard Kenworthy)
Quarteto Smythe-Smith #4
Autor (a): Julia Quinn
Número de Páginas: 272
Editora: Arqueiro
Compre aqui e aqui

Sinopse: Sir Richard Kenworth tem menos de um mês para encontrar uma esposa…
Por isso sabe que não pode ser muito exigente. Mas, quando vê Iris Smythe-Smith ao violoncelo no tradicionalmente desafinado recital de sua família, pensa que o destino trabalhou a seu favor. Ela é o tipo de garota que não atrai muitos olhares, porém algo o faz ter certeza de que é a escolha perfeita.
Iris Smythe-Smith já se acostumou a ser subestimada…
Com seu cabelo muito claro, a pele alva e o jeito discreto, ela quase sempre passa despercebida, ainda que seja a única do Quarteto Smythe-Smith que realmente sabe tocar um instrumento – não que alguém consiga escutá-la em meio à cacofonia dos concertos. Por isso, quando o charmoso Richard Kenworthy pede para ser apresentado a ela, Iris fica envaidecida, mas também desconfiada.
E quando o pedido de casamento dele se transforma numa situação comprometedora, Iris tem a sensação de que ele está escondendo algo… ainda que Richard pareça mesmo apaixonado e que o coração dela esteja implorando para que diga sim.

RESENHA por Katielle Borba.

Oi, pessoal!

Hoje é dia da resenha do último volume da série Quarteto Smythe-Smith da autora Julia Quinn e publicação da Editora Arqueiro. Os Mistérios de Sir Richard conta a história de Iris Smythe-Smith e obviamente do Sir Richard Kenworthy.

Na verdade não sei bem o que escrever e também não sei como me sinto em relação a história. Dizer que fiquei surpresa seria um eufemismo, de tudo que pensei que poderia ser o mistério de Sir Richard, nada se compara com a verdade. O título deste livro cabe muito bem a ele, mas eu poderia pensar em muitos outros:

Os Segredos de Sir Richard;
As Mentiras de Sir Richard;
O Egoísmo de Sir Richard... e por aí vai.

Sir Richard precisa casar, urgentemente. A moça não precisa ser bonita, nem ter um dote, só precisa casar com ele, mesmo que para isso ele precise comprometê-la. A vítima é a pálida Iris Smythe-Smith. Pálida porque é como ela é; Iris tem os cabelos claríssimos e a pela mais clara ainda, as primas sempre brincam com ela dizendo que não tem cílios, pois eles são tão claros que é difícil enxergar. Como qualquer moça ela quer casar e fica encantada quando Sir Richard aparece e começa a cortejá-la, mas fica receosa quando uma semana depois ele a pede em casamento. Ela tem certeza que ele esconde algo quando uma situação comprometedora acontece e Iris se vê presa nas garras do casamento.

É difícil falar deste livro. Fiquei presa na ideia de que Iris e Richard iriam descobrir o amor com o tempo, mas mesmo assim eu estava com o pé atrás pelo segredo dele. A cada momento que eles passavam juntos era mais difícil ignorar o elefante que tinham na sala, pois Iris sabia que ele escondia algo, mas não sabia do que se tratava. Quando o segredo foi revelado nem Iris e nem eu estávamos preparadas para o que estava por acontecer. Pensei em como uma pessoa pode ser engenhosa e egoísta, como uma pessoa pode sacrificar alguém só para salvar a família. Se eu fosse a Iris, não sei se perdoaria, não sei se teria a frieza de lidar com a situação que ela teve, na verdade acho que fugiria e ninguém mais saberia notícias de mim.

Gostei bastante da história, na verdade eu amei o livro até o segredo ser revelado. Não consegui enxergar Richard com os mesmos olhos apaixonados. Ele pediu perdão, Iris entendeu porque o amava, mas eu não entenderia. Foi uma grande surpresa em ver uma trama dessas em um livro da Julia Quinn. Vocês podem estar achando que estou sendo extremamente dramática, mas é assim que me sinto.

O livro é narrado em terceira pessoa e alterna entre os dois protagonistas. A trama é muito envolvente e o que move tudo é chegarmos até o momento do segredo ser revelado. É difícil largar o livro até isso acontecer, pois a história prende e ficamos ávidos para descobrir. Diferente dos outros livros, neste aqui não temos a presença da família de Iris, somente no início, pois depois do casamento ela se muda para a propriedade do marido.

Iris tem muitas dúvidas e desejos, mas nem por isso deixa de ajudar as pessoas e de se sentir em casa quando chega à nova propriedade. Ela conquista todos à sua volta, só que não consegue entender o motivo pelo qual o marido, às vezes, se mantém afastado.

Enfim, não sei o que eu esperava, mas certamente não era isso. Minha intenção é deixar vocês curiosos e espero que eu tenha atingido meu objetivo. Eu gostei muito livro, no final senti meu coração transbordando de amor, mas tive as ressalvas que já falei anteriormente e ainda fico um pouco decepcionada quando penso em Richard.

Mais uma vez deixo aqui o meu apelo para vocês adquirirem o box dessa série. Os livros estão impecáveis e espero que a Editora invista em mais publicações assim.

Ela entenderia. Teria que entender.
Ela perdoaria algo imperdoável?

Leitura recomendada.

Quarteto Smythe-Smith:
04. Os Mistérios de Sir Richard.

Outras capas:

   




3 comentários

  1. Oi Kati, concordo com você e também quero que a editora invista em mais lançamentos assim :) São 4 histórias ótimas e que movimentam o nosso coração, já tô com saudades e sei que vou relê-las logo logo rsrs. Sobre Richard, foi decepcionante sim, mas ele tem bons motivos, amor é sempre um motivo e minha raiva ele dividiu com Fleur kkkkkk

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Concordo. Eles são uns idiotas. O Richard foi um cachorro infeliz, e as irmãs dele tem sérios problemas. Eu sei que naquele tempo as pessoas nao viam com bons olhos, apesar que até mesmo hj no século 21 ainda existam pessoas com preconceito em relação a isso, mas gente, pensa se a Mary nao tivesse soltado a língua ou eles não tivessem se apaixonado? Que droga de vida seria para todo mundo.

    ResponderExcluir