19 de maio de 2017

Perto do Paraíso - Judith McNaught

Livro: Perto do Paraíso (Almost Heaven)
Série Sequels #3
Autor (a): Judith McNaught
Número de Páginas: 608
Editora ASA - Portugal
Compre aqui.

Sinopse: Lady Elizabeth Cameron, condessa de Havenhurst, tem apenas 17 anos quando conhece Ian Thornton, um enigmático homem de linhagem misteriosa e reputação sombria. Numa época em que a alta sociedade adora escândalos e valoriza títulos e dinheiro acima de tudo, Elizabeth e Ian cometem o erro de se apaixonarem.
Ian não sabe que a jovem pertence à nobreza e pede-a singelamente em casamento. Um momento de intimidade que é testemunhado por Robert, irmão de Elizabeth. Desdenhoso, Robert revela que a irmã já está prometida a outro homem, um aristocrata, como manda a tradição. Ian fica destroçado perante a ideia de ter sido um mero objeto para a sua amada. Também Elizabeth se sente traída, ao pensar que ele não passa, afinal, de um caçador de fortunas. Mas a sua reputação já está irremediavelmente manchada.
Dois anos passam e os amantes voltam a encontrar-se. E mesmo após tanto tempo e tanta mágoa, os seus sentimentos revelam ser tão fortes como antes. Esta que promete ser uma segunda oportunidade para ambos será também o começo de uma dança de paixão e intriga, um caminho tortuoso desde os salões elegantes de Londres à beleza agreste das Terras Altas da Escócia… Um turbulento romance entre duas pessoas destinadas a ficar juntas, numa época em que o casamento nada tem a ver com amor.

RESENHA por Luciana Corrêa da Silva.

Oi, como vão?

Hoje trago a resenha de um dos melhores livros que já li. Perto do Paraíso é escrito pela diva Judith McNaught e já nas primeiras páginas arrebatou meu coração. O livro é uma publicação portuguesa que eu li emprestado de uma biblioteca pública daqui de Braga, mas acabei por comprar assim que apareceu uma promoção. Esse livro é o terceiro da série Sequels, mas eu nem vou falar muito disso, pois percebi que podem ser lidos fora de ordem.

Esse livro é daqueles preciosos, que ao terminar a leitura, a gente quer mais e mais. Conta a história de um casal maravilhoso, Lady Elizabeth e Ian Thornton que, quando ainda jovens, são assolados pelo amor à primeira vista. Numa linda noite, onde a jovem Elizabeth é cortejada pelos mais belos e poderosos homens da sociedade e, enquanto ela brilha com beleza e encanto, seu irmão negocia seu casamento.

Elizabeth tem consciência de que é uma oportunidade em uma sociedade que só valoriza os bens materiais e que, por sua beleza e refinamento, vale bastante aos olhos do ganancioso irmão. O problema reside onde ela menos espera, no coração. Ao encontrar o enigmático Ian Thornton, um homem lindo mas sem título nem dinheiro (ela assim pensa), Elizabeth apaixona-se e, durante a beleza inebriante da noite que vive, deixa-se levar pelo mistério da descoberta do amor.

Ian, um homem consciente de tudo à sua volta, inclusive da beldade que chega até ele, vê a oportunidade de viver o grande amor que tanto espera. No singelo encontro noturno, rodeado pelas mais belas flores da estufa, Ian pede (com humildade, pois sabe o seu lugar…) Elizabeth em casamento. Mas o casal foi traído e todos assistem à cena, manchando para sempre a reputação da moça e arruinando terminantemente os “negócios” do irmão.

Ian sente na alma a humilhação que só afeta aqueles que não têm berço de ouro. Desencadeia-se uma incrível série de acontecimentos. Um duelo é tratado, onde ambos saem feridos e, nessa raiva descontrolada do irmão que precisa “vender” a irmã com certa urgência, coisas acontecem e ficarão inacabadas por muito tempo, inclusive o sumiço dele próprio.

O tempo passa e depois de perder a chance de casar com o aristocrata ao qual era prometida, Elizabeth vira uma excluída da sociedade e, como é mal vista pelos olhos de todos, isola-se em uma propriedade interiorana que mal consegue manter. Já Ian pensa que foi usado como um brinquedo pela Lady rica e poderosa e nunca mais a vê. Quanto mais o tempo passa, mais rico e poderoso ele fica.

Dois anos depois, um tio de Elizabeth, que a ajuda a manter a casa e os criados, decide que já é hora de que ela se case e ponha fim no peso que ele carrega. Assim, ele arma uma grande confusão entrando em contato com todos os homens que demonstraram intenção de casar com a moça nobre e linda. A confusão piora ainda mais quando Ian e Elizabeth se reencontram nas terras inóspitas da Escócia e o ódio e o amor se reacendem sem demora.

Ambos têm agora uma segunda chance, mas será que a mágoa e o ódio deixarão que o amor aconteça? O enredo nos traz um amor turbulento, cheio de caminhos tortuosos que mesclam os ricos salões londrinos e as belas terras altas escocesas. Tudo é lindo e ao mesmo tempo desolador, numa época em que as pessoas não ficam juntas por amor, onde o poder confunde e arrasta até o mais puro dos sentimentos.

O livro possui personagens secundários maravilhosos e preciosos, onde um casal importante é o foco de outro livro da série, o primeiro, chamado Algo Maravilhoso.

Quem conhece os livros da Judith sabe que sua narrativa é maravilhosa e marcante, cheia de caminhos que não deixam lacunas. Eu adoro, acho fundamental essa união com o leitor que lê um livro que marca sua vida. A exposição da história, dos fatos e dos personagens tornam o livro inesquecível, pois somos mergulhados em algo amplo e que deixa marcas na nossa vida.

A mão dele subiu ao rosto de Elizabeth, acariciando-o… Suavemente explicou:

'Sou o homem com quem se casará.'
'Oh, meu Deus!'
'Acho que é tarde de mais para começar a rezar', provocou ele.
'Deve estar louco', declarou ela, com voz vacilante.
'É exatamente isso que eu penso', sussurrou ele inclinando-se para lhe depositar um beijo na testa, puxando-a para si, abraçando-a como se soubesse que ela ia resistir se tentasse algo mais do que aquilo.
'Não estava nos meus planos, Miss Cameron.'

'Quero-a a si'. Segurou-lhe o queixo e ergueu-o, obrigando-a a fitar os seus olhos decididos, e acrescentou suavemente:
'Eu sei que me quer.'

Beijinho e até a próxima ;)

Série Sequels:
02. Algo Maravilhoso;
03. Perto do Paraíso.

Outras capas: 

   





5 comentários

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Então Lu, vamos falar dessa preciosidade, eu amo essa história e acho que o termo "caminhos tortuosos" que você incluiu na resenha, retrata bem essa história, a autora deixa nosso coração pequenininho em diversos momentos, nos faz suspirar e torcer tanto, que queria mais páginas depis do happy end, só pra vê-los feliz mais um pouco. Que história linda <3
    Eu tenho esse livro, fico feliz por ter um livro da Judith e não ficar com inveja branca de você haha... a minha versão é mais antiga que essa BERTRAND que você incluiu a capa ao final, é linda mesmo sendo mais velha, mas espero que com essa onda de relançamentos dos livros dela, esse também venha a ganhar uma capa nova. Amei a resenha <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lili, eu entendo bem a alegria que é ler a Judith e fico muito feliz por tu também ter esse, é precioso, né? Também estou bem doida com os relançamentos que a Bertrand fará, a gente merece, né? Em breve mando mais resenha dela. Beijo

      Excluir
  3. Mais uma resenha linda amiga.
    Assim como a Lili estou torcendo para lançarem novamente.
    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kati, nem fale em relançamentos, tô aqui numa felicidade só. A gente merece livros realmente bons, daqueles que ficam na parte especial da estante... Em breve mando mais, beijo <3

      Excluir