30 de maio de 2017

Um Reino de Sonho - Judith McNaught

Livro: Um Reino de Sonho 
(A Kingdom of Dreams)
Dinastia Westmoreland # 1
Autor (a): Judith McNaught
Número de Páginas: 448
Editora: ASA Portugal 
Compre aqui.

Sinopse: Chamam-lhe o Lobo Negro. Nunca perde uma batalha. Temido por todos, Royce Westmoreland, duque de Claymore, é um guerreiro inglês intrépido. Tão intrépido que comete a loucura de manter sequestrada a filha do seu maior rival, o chefe do poderoso clã escocês Merrick. 
Jenny Merrick pode ter sido raptada do colégio de freiras que frequentava, mas não vai ficar de braços cruzados. A bela e fogosa jovem tenciona lutar com unhas e dentes e destruir este inglês grosseiro que se julga dono de tudo – e o facto é que consegue enfurecê-lo melhor do que ninguém. 
Quando, por decreto real, são obrigados a casar, espera-se o pior. A feroz batalha de vontades, porém, não tarda a dar lugar a uma paixão escaldante, mas muito breve... Agora, após uma devastadora traição e uma série de mal-entendidos, Jenny vai ter de decidir a quem deve a sua lealdade...

RESENHA por Luciana Corrêa da Silva.

Oioi, como estão?

Hoje trago uma daquelas resenhas que escrevo com um sorrisão estampado na cara.

Um Reino de Sonho é o mais novo livro da Judith MacNaught publicado cá em Portugal e que, de cara, só analisando a linda capa, já fiquei doida por ler. Este é o primeiro livro série chamada Dinastia Westmoreland e publicação da Editora Asa.

Royce Westmoreland, duque de Claymore, é um guerreiro implacável. Chamam-lhe o Lobo Negro, pois seu sombrio poder é temido por todos. Ele é um inglês, que serve ao Rei Henrique sem medir as consequências. Suas conquistas são notórias e relembradas através de histórias de medo que já se tornaram lendas, contada a todos que queiram saber. Seus feitos já o tornaram um mito. O Lobo é tão intrépido e desmedido, que comete a loucura de sequestrar as duas filhas de seu maior inimigo, o mais poderoso chefe escocês, o líder do clã Merrick.

Royce é um guerreiro temido por todos e Jenny Merrick, ao ser raptada da abadia em que vive, poderá atestar a todos as proezas do Lobo. Mas ela é uma Merrick, e Merrick nenhum que se preze sente medo de coisa alguma, muito menos de um inglês, por mais poderoso que seja. Então Jenny e sua irmã Brenna, conhecida por ser a mais bela escocesa já nascida, terão de inventar as mais prodigiosas artimanhas para fugir do cativeiro e avisar o pai de que ele será atacado pelos soldados liderados pelo Lobo Negro.

Ambas usarão as unhas e dentes para tentar verem-se livres das garras desse homem grosseiro, que acha que o mundo gira ao seu redor e faz todos tremerem quando ele chega. O que piora tudo para o guerreiro é que a jovem e miúda mocinha consegue fazer frente ao mais corajoso guerreiro que ele possa ter enfrentado, e isso o afeta como ninguém. Chega um momento do livro em que não sabemos qual deles está mais em apuros e isso torna tudo muito engraçado e prazeroso de ler.

Assim, quando menos esperam, Royce e Jenny são obrigados a casar, pois assim os Reis ordenam. Tanto o Rei Jaime da Escócia quanto o Rei Henrique da Inglaterra acham que a união dos lados mais poderosos de seus países poderá não só acalmar os ânimos, quanto chegar um dia à tão sonhada paz. Todos esperam o pior, pois os recentes acontecimentos entre o casal levam Royce a pensar as piores coisas sobre Jenny. Ele prefere desposar qualquer moça a ter de se unir à pior de todas as mulheres com quem ele teve o desprazer de conviver.

Uma feroz batalha é travada entre esses dois personagens maravilhosos, dando lugar a uma paixão ardente que, quanto mais é vivida, mais dá lugar a mal entendidos e intrigas por poder. Os momentos ardentes são muitos, como são também os engraçados e os apreensivos, tornado tudo parte de um universo único e belíssimo.

Que loucura, querer pedir à pessoa que lhe causara a dor que a curasse. E no entanto, ainda durante a ceia, naquela noite, quando a manga dele lhe roçara o braço, tinha querido aninhar-se contra o seu peito e chorar.

Que livro maravilhoso! Que bom poder ler uma obra dessas, que só ratifica mais uma vez o quanto a Judith McNaught é exemplar. Ela consegue nos envolver em qualquer tempo que seja, consegue nos prender à leitura de forma irrepreensível e definitiva. Quanto mais leio, mais admiro essa autora divina, da qual virei fã incondicional.

Recomendo muito a leitura desta obra, que felizmente será lançada em breve no Brasil, pela editora Bertrand e que, com certeza, vai arrebatar os corações das leitoras.

– Vem aí o Lobo! – gritou uma das mulheres, e apertou contra o peito o filho que tinha nos braços, num gesto de instintiva proteção. – Deus tenha piedade de nós!

Leiam, divirtam-se! Obrigada por ler e até a próxima.

Dinastia Westmoreland:
01. Um Reino de Sonho;
02. Whitney, Meu Amor;
03. Até Você Chegar.

Outras capas:

   



3 comentários

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Só lendo as resenhas e vendo as capas já escolhidas pra essa série já percebo que esse vai ser o meu livro super preferido da Judith, eu amo histórias dessa época e essa parece vir carregada de intrigas, birras, amor <3 Tô super hiper mega feliz que e editora Bertrand vai trazê-lo pra ser publicado por aqui e triste porque ele é o último nas promessas de lançamento haha e o primeiro nem foi anunciada ainda a data :( maaaas eu eu tenho fé e já reservei espaço na minha estante pra eles ;) Linda resenha Lu :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lili, a gente é tão carente desses livros, né? Eu não sei pq eles não valorizam mais eles aí no Brasil. Já percebi que por aqui o pessoal é doido neles, vendem feito água, kkkk. Obrigada por ter gostado da resenha, sempre fico muito feliz com tua amizade. Beijinho <3

      Excluir