17 de julho de 2017

A Doçura da Chuva - Deborah Smith

Livro: A Doçura da Chuva 
(A Gentle Rain)
Autor (a): Deborah Smith
Número de Páginas: 448
Editora: Porto - Portugal 
Compre aqui.

Sinopse: Kara Whittenbrook tinha uma vida privilegiada. Filha de dois ambientalistas famosos, cresceu entre a selva amazônica e os melhores colégios da elite americana. Com a morte dos pais num acidente de aviação torna-se herdeira, não só de uma enorme fortuna, mas também de um segredo que abalará por completo o seu mundo - o facto de ter sido adotada.
Decidida a encontrar os seus pais biológicos, Kara parte para o Norte da Florida onde conhecerá Ben Thocco, um rancheiro que vive rodeado de gente singular. Em pouco tempo, ela fará parte de um universo diferente, que lhe abrirá as portas de um amor inesperado e de amizades genuínas, e a ajudará a tomar as mais difíceis decisões...
Em A Doçura da Chuva, Deborah Smith dá-nos a conhecer uma galeria de personagens cativantes, que nos envolvem e nos levam reconhecer nos pequenos gestos do quotidiano as fontes da alegria e da felicidade.

RESENHA por Luciana Corrêa da Silva.

Olá pessoal, como vão?

A resenha de hoje é de um livro muito querido. Já tem um tempo que eu queria ler essa autora e a oportunidade surgiu, graças a uma promoção do supermercado, meu lugar preferido para comprar livros. Deborah Smith é uma das autoras americanas mais lidas no mundo, já vendeu mais de 3 milhões de exemplares e foi nomeada a diversos prêmios importantes, como o RITA. Percebi que os portugueses gostam muito dessa autora, já vi que temos quatro obras dela por aqui e mais lançamentos vindo aí. Este livro é da Porto Editora, publicação portuguesa.

A Doçura da Chuva é um livro único, libertador e cheio de aventura. Conto-vos mais sobre ele a partir de agora.

Kara Whitembrooke é uma moça com a vida muito diferente das garotas “normais”. Ela é rica em dinheiro mas também em experiências e vivências que os pais lhe proporcionaram. Eles são famosos ambientalistas, ricos, e que podem usar o dinheiro para trabalhar naquilo que acreditam. Então Kara teve o melhor dos dois mundos; viveu uma vida entre os melhores colégios e o melhor que o dinheiro podia lhe dar, mas também viveu em meio à selva amazônica, convivendo com índios e animais selvagens.

Quando seus pais morrem em um acidente aéreo, onde ela mesma precisa ajudar no resgate, Kara percebe que herdou uma fortuna imensa e, ao tomar as providências necessárias com os bens deixados, dá de cara com um segredo que abala sua vida de forma irrevogável: ela foi adotada assim que nasceu.

Kara não pensa nem meia vez, decide ir atrás de seus pais biológicos e parte para uma viagem cheia de aventura e desprendimento, sentimento este que só pratica quem tem uma vida sem amarras. Ela chega ao norte da Florida, e o que encontra lá é ainda mais intrigante. Assim que chega ao lugar exótico e pantanoso, depara-se com um animal na estrada que causa um pequeno acidente. Kara é salva por Ben Thocco, o dono do lugar que ela procura. Ele é um rancheiro belo e inteligente, que vive rodeado por pessoas bem peculiares e cheias de singularidades.

Ben é um homem maravilhoso e único. Ele cuida de seu irmão doente, de seus animais, de seus empregados (que são muito mais que isso) e, assim que Kara chega à propriedade, depara-se com tudo o que menos esperava ver. Ela adentra num mundo muito diferente de tudo o que já viveu e neste mundo abrirá as portas para uma nova vida, rodeada pelo inesperado, cheio de amor e encanto, pois Ben é um homem difícil de esquecer.

A moça, ao ver onde Ben mora e o que ele construiu com a ajuda de amigos “diferentes” aos olhos da sociedade, abre as portas do coração para o novo e com isso tudo vem um amor verdadeiro, recheado de amizades genuínas que serão necessárias para que ela tome as mais difíceis decisões a respeito da vida de todos.

A autora nos surpreende a cada página, a cada fato novo. É um livro cheio de amor, cheio de aceitação, de compreensão, de personagens belíssimos e muito cativantes que nos fazem reconhecer a verdadeira alegria e a verdadeira felicidade nos pequenos gestos do dia a dia. Somos levados por uma narrativa rica e livre, por personagens apaixonantes e em meio a tudo isso, vemos o desabrochar de um amor real diante de nossos olhos. Temos cenas tristes, temos muitas risadas, temos um final de conto de fadas...

Eu já esperava uma grande obra pelos comentários que sabia a respeito dos livros de Deborah, mas a história e o estilo superaram minhas expectativas. Espero ler muito mais dela, espero que as editoras brasileiras abram os olhos para essa preciosidade. Ainda não entendo como Deborah Smith ainda não chegou às nossas ávidas leitoras, pois é a nossa cara.

Espero que leiam e que gostem dessa lindíssima obra. Beijinho e até mais ;)

Outras capas: 

 


4 comentários

  1. Oi, Lu!
    Estou encantada! Amei a resenha e amei a capa do livro.
    Fui pesquisar um pouco sobre a autora e vi que por aí já foram publicados muitos livros dela e com capas lindíssimas.
    É bem o tipo de história que gosto e vou ficar torcendo para ser publicado aqui.
    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kátia, eu juro que não sei o porquê dessa mulher ainda não ter sido publicada aí, pois ela ia arrasar. Que bom que gostaste da resenha... beijo

      Excluir
  2. Lu você me ganhou no protagonista rancheiro que ainda cuida do irmão doente haha... Também fiquei encantada assim como a Kati, que resenha é essa Lu, preciso dessa autora e dessa história por aqui <3 Gostei de tudo e quero sim ler, resenha linda e história com final de conto de fadas, são a minha cara ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lili, com certeza essa autora é a nossa cara... Já comprei mais dois livros dela que pretendo desenhar logo. Obrigada pelo carinho de sempre... beijo

      Excluir