11 de outubro de 2017

O Casamento - Victor Bonini

Livro: O Casamento 
Autor (a): Victor Bonini
Número de Páginas: 368
Editora: Faro Editorial
Compre aqui.

Sinopse: Para os noivos é o dia mais importante de suas vidas. Meses atrás, os amigos diriam que o namoro de Plínio e Diana tinha prazo de validade. Eles se conheceram de um jeito bizarro, pensam completamente diferente e nenhuma das famílias aprova o relacionamento. Mas eles resistiram a tudo. E agora vão se casar. Para o detetive é a melhor chance de pegar um criminoso. O mais íntegro dos convidados esconde um segredo devastador. Mas alguém sabe e está disposto a espremê-lo com chantagens. É então que o detetive Conrado Bardelli se hospeda no hotel-fazenda onde ocorrerá o casamento. Ele precisa descobrir o lobo entre as ovelhas. E rápido. Pois, a cada nova ameaça, o chantagista eleva o tom e falta pouco para a bomba explodir. O casal está pronto para o sim. A noiva se prepara para caminhar pelo tapete vermelho. Até que alguém diz: não saia do carro! Enquanto a plateia espera ansiosa em frente ao altar, algo brutal acontece na antessala. Só quando veem as paredes lavadas com sangue é que os convidados se rendem ao desespero. Começa uma confusão para interromper a marcha nupcial e chamar a polícia. Ninguém sabe o que fazer. E Bardelli, que lidava com um caso de extorsão, descobre que se meteu em algo muito pior. Agora, ele é o único capaz de encontrar respostas. O problema é que as mortes não param de acontecer...

RESENHA por Katielle Borba.

Oi, gente!

A resenha de hoje é do livro O Casamento do Victor Bonini e publicação da Faro Editorial.

Como o próprio nome diz, a trama nos apresenta O Casamento de Diana e Plínio. A relação dos dois é um tanto duvidosa, começou de maneira estranha e a família dos dois lados não é muito a favor da união. Mas como ninguém pode com um amor puro e verdadeiro, o grande acontecimento chega e será celebrado em um hotel-fazenda. Dentre os convidados está o detetive Conrado Bardelli, ele é amigo da família da noiva e não está no evento somente pela festa. Conrado foi contratado para descobrir um chantagista que está entre os convidados. O que o detetive não espera é que instantes antes da cerimônia um assassinato acontece e o caos está formado. O que era para ser uma simples investigação toma proporções enormes e caberá a Conrado descobrir o grande vilão que causou tudo isso.

A única palavra que define meu sentimento depois de virar a última página é abismada. Eu queria escrever um palavrão aqui, queria dizer todos os palavrões que conheço, porque este livro é sensacional,  para dizer o mínimo. Sou daquelas que inicia a leitura tentando pescar alguma coisa, algum indício de quem matou quem, passei o livro inteiro cheia de suposições e de suspeitas, e o final, foi um grande tapa na minha cara. Alguém deveria ter filmado a minha reação, pois até agora não acredito no que li e descobri.

Pensem em um grande e complexo quebra-cabeça, é assim que consigo definir a história de O Casamento. Os personagens são muitos e os acontecimentos também. Iniciamos a trama com um pequeno segredo que fica grandioso e com muitas pessoas envolvidas. A cada capítulo temos um acontecimento, uma frase ou um gesto que nos faz acreditar em alguma coisa, mas logo percebemos que não é aquilo. As peças, aos poucos, vão tomando seu lugar, mas mesmo assim é complicado assimilar tudo; quando parece que mais nada pode acontecer na trama, acontece algo que nem estávamos esperando. Cada pessoa que conhecemos durante a festa do casamento tem alguma coisa para falar, pode ser algo que viu ou ouviu e assim a história vai tomando forma e seguindo para o tão aguardado desfecho.

Antes de iniciar o livro pensei que a Diana e o Plínio fossem os personagens principais, mas não. O grande centro é o detetive Conrado; através dele podemos ter muitas visões e opiniões sobre o que está acontecendo na história. Acompanhamos sua frustração, as noites insones tentando entender um crime muito bem elaborado; ele segue por muitas linhas, investiga pessoas e no final tudo é um grande emaranhado de gente envolvida em algo muito maior do que ele supôs.

A narrativa é envolvente e fluída. O livro prende desde a primeira página, me deixou curiosa, ansiosa e tensa. Este foi o meu primeiro contato com o Victor e já virei fã. Sabe aquela sensação de orgulho em ler um ótimo livro? É assim que me sinto, orgulhosa de um autor nacional que não perde em nada para autores estrangeiros que escrevem o mesmo gênero.

Este é o segundo livro do Victor publicado pela Faro. O primeiro foi Colega de Quarto que ainda não li. Procurei algumas resenhas e percebi que os dois livros têm personagens em comum, mas isso não atrapalhou em nada a minha leitura.

A edição de O Casamento está perfeita. A Faro investe em design e sempre arrasa, é um prazer ter um livro deste na estante, tanto pela história como pelo visual.

Enfim adorei o livro. É enorme, tem muitos personagens, muitos acontecimentos, mas mesmo assim valeu a pena cada minuto dispensando para a leitura. O final é inesperado, surpreendente e tudo foi amarrado perfeitamente. Alguns personagens me deixaram com a pulga atrás da orelha e eu torço para que o autor escreva algo sobre eles.

Se vocês tiverem a oportunidade de ler, leiam! Sem medos, preconceitos ou qualquer outra coisa que achem sobre livros desse gênero.

Leitura recomendada.


Um comentário

  1. Que resenha bacana, me deixou megacurioso pra ler o livro. Adoro o teu blog! Continue sempre assim. Um abraço, Dieison.

    ResponderExcluir