29 de junho de 2017

O Jogador - Vi Keeland

Livro: O Jogador (The Baller)
Autor (a): Vi Keeland
Número de Páginas: 304
Editora: Charme
Compre aqui e aqui.

Sinopse: Na primeira vez que encontrei Brody Easton ele estava no vestiário masculino. Foi a minha primeira entrevista como jornalista esportiva profissional. O famoso quarterback decidiu me mostrar tudo. E, por tudo, não quero dizer que ele me disse algum de seus segredos. Não. O idiota arrogante decidiu deixar cair a toalha quando fiz a primeira pergunta. Na frente da câmera. E o famoso ganhador do Super Bowl rapidamente adotou um novo hobby: me provocar.
Quando o afastei, ele desistiu de só me provocar e resolveu que queria transar comigo. Mas eu não saio com jogadores. E não é porque sou uma das poucas mulheres que trabalham no mundo do futebol profissional. Eu posso namorar um jogador. É outro tipo de jogador que eu não namoro. Você conhece o tipo: boa aparência, forte, arrogante, sempre querendo ficar com alguém.
Brody Easton era um verdadeiro jogador. Toda mulher queria ser a que iria mudá-lo. Mas a verdade era que tudo que ele precisava era de uma garota por quem valesse a pena mudar.
De repente, eu era essa garota.
Simples, certo?
Vamos encarar, nunca é.
Há uma história entre o era uma vez e o viveram felizes para sempre...
E esta é a nossa.

RESENHA por Katielle Borba.

Oi, gente!

A resenha de hoje é do livro O Jogador da autora Vi Keeland e publicação da Editora Charme.

Sou fã da Vi e quando saiu a capa deste livro é claro que fiquei desesperada, ainda bem que a Charme manteve a original ❤.

O Jogador traz a história de Delilah Maddox e Brody Easton. Ela uma jornalista esportiva, ele o mais badalado e gostoso jogador do momento. O primeiro encontro deles é explosivo e intenso; ela fica momentaneamente abalada; ele, arrogante como é, sabe que a deixou balançada. Delilah não quer ceder às investidas do jogador, mas é impossível ficar imune ao charme de Brody. Mas nada é fácil para esses dois e eles terão um longo caminho até o felizes para sempre.

O Jogador é narrado em primeira pessoa e alterna os capítulos entre três pessoas, duas delas os protagonistas. A história é sexy, divertida e quente. A trama é envolvente e somos conquistados pelo Brody desde que ele aparece lindo e seminu no vestiário. A história tem um toque de suspense, coisas que não sabemos, mas que ficam subentendidas. Quando iniciei a leitura, acreditei em uma coisa, mas eu estava totalmente enganada e gostei muito disso. Só não gostei do que aconteceu na segunda metade do livro; não que eu não tenha gostado da história, mas não gostei do que aconteceu, fazia parte da trama, mas eu não curti, senti raiva de certo personagem e gostaria que ele nunca tivesse aparecido kkkkkkkk.

Brody é um espetáculo; bonito, bem sucedido e muito arrogante. Ele sabe que é bonito e usa isso a seu favor. Quando conhece Delilah fica encantando e logo trata de jogar o seu charme, mas fica bem chocado quando ela o rejeita, afinal, ele não está acostumado com isso. Brody tem um passado dramático e isso pode ser um empecilho para sua felicidade, ainda mais quando esse passado bate à sua porta e ele fica cheio de conflitos consigo mesmo.

Delilah é bonita, inteligente e ama seu trabalho. Ela adora esporte, desde pequena teve contato com isso, pois seu pai era um famoso treinador. A profissão que Delilah escolheu é difícil, ela batalhou muito para chegar onde está e ainda assim ela sente os efeitos do preconceito, afinal, trabalhar em um lugar estritamente masculino, e mesmo assim ser maravilhosa no que faz, incomoda muita gente.

Delilah e Brody são lindos juntos. Ele demonstra ter um ego enorme, mas no fundo não passa de um homem apaixonado e encantador. O relacionamento deles é divertido e intenso, se entregam de corpo e alma e isso só faz com que fiquem mais ligados. O livro tem cenas quentes, mas nada muito explícito e não tão repetitivo. Confesso que, às vezes, me sinto cansada com certos livros e até pulo páginas, pois as pessoas parecem coelhos, mas com O Jogador não é assim, a história é boa, gostosa e foca em outras coisas importantes, como o passado.

Enfim, gostei muito da história. Torço por outros livros da Vi serem publicado por aqui, porque ela é ótima.

Se você gosta de livro gostoso, com um personagem masculino ótimo e uma história divertida, mas como um toque de drama, pode começar O Jogador. Além de ter uma capa linda o livro é único.

Às vezes, acreditamos nas coisas não porque sabemos que elas são verdadeiras, mas porque as mentiras são mais fáceis de aceitar.

Leitura recomendada.

Outras capas: 

 


2 comentários

  1. O fato da editora ter mantido a capa foi realmente ótimo, a capa é o que há kkkkk e logo também fiquei interessada. Eu gostei da história na maior parte e acho que tivemos o mesmo problema Kati, o que que não curti muito foi a terceira perspectiva, achei chata e ela meio que tenta tomar a história pra si (vira protagonista por algumas páginas) e não consegui gostar e sim me irritar haha, mas o livro é muito bom e a história é bem fluída, dá pra ler rapidinho :)

    ResponderExcluir
  2. Amei o blog. Me segue e comenta. http://mariibrigadeiro.blogspot.com.br/2017/06/linhas-de-felicidade.html?m=0

    ResponderExcluir